O comércio online cresceu em 2020 e se mostrou um dos setores mais importantes da economia, seja em Rondônia ou em todo o Brasil. No setor de automóveis, por exemplo, a internet foi uma ferramenta essencial para superar um início de ano abaixo da média. Com isso, as lojas físicas estão começando a olhar com mais atenção para as possíveis ações que podem ser realizadas virtualmente. Desde propaganda até promoções online, a ideia é aproveitar o potencial de crescimento dessa ferramenta para os próximos anos.

 

Uma das principais características do comércio digital é a diversidade, já que diferente de um shopping, ou até mesmo uma avenida, não existe um limite de lojas. A plataforma Mercado Azul, por exemplo, abriu portas virtuais para que artesãos do estado de Rondônia conseguissem divulgar os trabalhos pela internet, e em um espaço próprio para isso. Desenvolvida pelo Sebrae, o site é uma espécie de catálogo que reúne diferentes produtos de todo o Brasil, e sem limite de espaço.

 

Aliás, essa não é a única ação realizada pelo Sebrae, que é uma das instituições que mais investe para a digitalização do comércio de Rondônia. Desde 2018, é possível realizar o curso Sua Empresa nas Redes Sociais no Sebrae de Rondônia. Essa disciplina tem como foco principal o uso de ferramentas digitais no comércio, seja ele físico ou virtual. Assim, plataformas como o Facebook pode ser usada de forma profissional, e não apenas como uma rede social de amigos.

 

Se a ideia é apenas divulgação, uma ação interessante foi realizada pelo Porto Velho Shopping. O centro comercial localizado na Av. Prefeito Chiquilito Erse possui um site que divulga todas as informações das lojas que possuem estabelecimento físico por lá. O interessante é que, além do telefone e de outras informações, o site também indica se a loja realiza vendas online. Ou seja, é uma forma de se adaptar ao novo.

Propagandas e ações

 

Além dessas medidas que falamos, a internet também pode ser usada de uma forma ativa e direta com os clientes. Por exemplo, o setor de automóveis teve um início de 2020 bastante fraco e com poucas vendas. O comércio online no setor foi essencial para que os números se recuperaram durante o ano. Ações como o agendamento online de test-drives, e até mesmo o envio do carro para casa do cliente de forma gratuita, foram essenciais para o setor ganhar espaço nas redes e mais interessados.

 

Esse marketing digital é, na verdade, uma das ferramentas mais poderosas da internet e também muito utilizada. Logo que chegou ao Brasil, a empresa de tecnologia Xiaomi realizou diversas promoções para os novos clientes, desde descontos nos smartphones até a oferta de entrega gratuita dos pedidos. Os jogos de apostas online também costumam usar prêmios para ganhar novos clientes. Plataformas como o Gratorama Casino e o Casino Cruise costumam oferecer bônus de rodadas grátis para todos os usuários recém-cadastrados. Algo parecido é utilizado pelos aplicativos de entrega, como o iFood e o UberEats, que costumam cobrar taxa zero no primeiro pedido das pessoas.

 

As redes sociais não ficam de fora dessas propagandas mais ativas, principalmente se olharmos para alguns exemplos no Instagram. A loja Kalunga possui um perfil com mais de 460 mil seguidores, e já publicou cerca de 1200 fotos. Além disso, a empresa também realiza parcerias com outros perfis da internet. Ou seja, é uma forma eficiente para chegar no público e apresentar os produtos que estão à venda.

Superando a crise

 

Depois de um início de ano ruim, o comércio virtual conseguiu recuperar alguns índices e bateu recordes de venda. Até agosto, o e-commerce conseguiu um faturamento de R$ 41,92 bilhões, o que significa um aumento de 50% se compararmos com o ano passado. Isso mostra que as vendas online foram responsáveis por uma boa parte da movimentação do mercado, mesmo em um ano de crise.

 

A expectativa é que os números continuem a crescer nos próximos anos, pois as pessoas estão começando a confiar mais nas lojas virtuais. Isso também significa que os comércios físicos precisam se adaptar à essas novas tecnologias, seja com propagandas ou disponibilizando vendas online. De qualquer forma, é impossível negar que o futuro das vendas é na internet, e ficar fora disso é desperdiçar uma oportunidade de lucro.

 

Rondônia possui algumas ações neste sentido, como citamos, e pode ser uma referência em toda a região Norte. O comércio por aqui não tem o mesmo volume do Sudeste ou do Nordeste, porém isso não significa ser pouco. Iniciativas como a do Sebrae e a do Porto Velho Shopping são essenciais para manter o estado pronto para as oportunidades e para as mudanças que as novas tecnologias estão abrindo.

Facebook Comments