Liverpool e Monterrey disputaram na tarde desta quarta-feira (18/12/2019) quem seria o adversário do Flamengo na decisão do Mundial de Clubes, no próximo sábado (21/12/2019), às 14h30. O time inglês decidiu poupar alguns jogadores, mas recorreu ao trio Mané, Firmino e Salah quando apertou e bateu o time mexicano por 2 x 1 no estádio Khalifa International Stadium, em Doha (CAT).

O Liverpool abriu o placar logo aos 11 minutos. Após boa troca de passes, Keita balançou a rede. A resposta do Monterrey veio rapidamente. Dois minutos depois, Funes Mori aproveitou rebote de Alisson para empatar. Já na segunda etapa, o brasileiro Firmino marcou o segundo do time inglês, aos 45, e garantiu a presença na final.

O primeiro finalista saiu do duelo entre Flamengo e Al-Hilal, que terminou em vitória rubro-negra por 3 x 1, nessa terça-feira (17/12/2019).

Apenas quatro titulares do Liverpool iniciaram a partida: Alisson, Henderson, Keita e Salah. Na segunda etapa, o técnico Jürgen Klopp recorreu aos titulares Mané, Alexander-Arnold e Firmino.

O jogo

Uma das novidades do Liverpool nesta tarde, o baixinho Shaqiri foi quem teve a primeira oportunidade de gol. Aos 4 minutos, ele deu chute de fora de área e a bola saiu pela linha de fundo.

O placar foi aberto aos 11 minutos. Após troca de passes envolvente, o Liverpool chegou ao gol com Keita. Ele apareceu livre na área e só teve o trabalho de empurrar a bola para a rede.

O empate do Monterrey não demorou. Dois minutos mais tarde, Funes Mori aproveitou rebote do goleiro brasileiro Alisson e deixou tudo igual em Doha.

O Liverpool chegou com perigo novamente aos 22 minutos. Salah deu um grande passe para Milner, que chutou bola cara a cara com o goleiro. Barovero praticou excelente defesa.

Aos 26 minutos, foi a vez de o Monterrey obrigar Alisson a fazer grande defesa. Pabón arriscou de longe e o brasileiro espalmou.

Mais equilibrado após empatar a partida, o Monterrey voltou a assustar o goleiro Alisson aos 36 minutos. O veloz Pabón arrancou pela direita e bateu cruzado. O camisa 1 do Liverpool se esticou todo para evitar que a bola chegasse ao artilheiro Funes Mori.

Os dois clubes voltaram do intervalo sem modificações. O primeiro a ter chance de gol foi o Liverpool. O lateral Robertson chutou de fora da área, mas a bola subiu muito.

Aos quatro minutos, o goleiro Alisson fez outro milagre. Ele voou para defender a falta cobrada com estilo por Pabón.

O volante Keita, que abriu o placar em Doha, por pouco não fez o segundo. Aos 12 minutos, ele fez excelente jogada individual, mas parou no goleiro Barovero.

A resposta do Monterrey veio na sequência. Aos 19 minutos, o time mexicano trocou passes dentro da área até a bola chegar em Pabón. Ele chutou a bola com perigo, mas foi pela linha de fundo.

Escalado na vaga de Firmino no ataque, Origi perdeu a grande chance de recolocar o Liverpool à frente do placar. Aos 28 minutos, ele recebeu passe dentro da pequena área, mas finalizou mal.

Sem conseguir chegar ao segundo gol, o técnico Klopp recorreu a três titulares. Mané, Alexander-Arnold e Firmino foram a campo. O brasileiro foi o último a entrar, aos 39 minutos do 2º tempo.

Aos 45 minutos do 2º tempo, o brasileiro mostrou que é decisivo. Ele precisou de menos de 10 minutos para recolocar o Liverpool em vantagem e garantir a presença da equipe inglesa na decisão.

Fonte: Metrópoles

Facebook Comments