LIDE1

O papel das igrejas cristãs é de fundamental importância na execução das politicas de governo de combate à miséria, para promoção e reinserção social, qualidade da educação e na formação moral e espiritual dos jovens da “nova” Rondônia.

A afirmação é do candidato à reeleição pela coligação “Rondônia no Caminho Certo”, médico Confúcio Moura, em reunião na última terça-feira (23) com a presença dos membros da Ordem dos Pastores e dezenas de outras lideranças religiosas, no colégio Dinâmico em Ariquemes.

Os religiosos e convidados assistiram inicialmente um vídeo documentário contendo um balanço das ações de governo no primeiro mandato, dentre as quais se destacam a construção de 20 mil moradias populares, medidas para ajudar os atingidos pela cheia histórica do rio Madeira para evitar o registro de vítimas.

O governo entregou ainda 30 mil títulos de regularização fundiária e providenciou o cadastro de outras 76 pessoas, que são antigos posseiros de imóveis urbanos e lotes rurais, e não possuem ainda o documento definitivo da terra.

Novo ciclo

Confúcio Moura explicou que o vídeo mostrava um pouco das ações que sua administração vem realizando para criar as bases de um novo ciclo de desenvolvimento econômico do Estado para os próximos 20 anos.

Um dos exemplos é o programa de florestas plantadas que já começa a exportar espécies como a madeira e a resina extraída do eucalipto, sem contar a produção de outros tipos de madeira como a teca e o pinus badana.

A execução do programa demonstra o alto nível de consciência ambiental do próprio empresário do setor e que durante tanto tempo foi considerado um vilão do cenário passado do desmatamento, onde não havia plano de manejo ambiental e incentivo ao plantio de florestas.

Admito que nesse primeiro mandato tive que lutar muito para não deixar fechar empresas. Recebemos um Estado com uma “dívida liquidada” de R$ 350 milhões e aos poucos fui pagando sendo uma contraída no meu governo e outra do antecessor. “O Estado de Rondônia não está quebrado e basta olhar para o grande número de obras realizadas em todos os municípios”, disse Confúcio.

O Estado está no caminho certo. Na semana passada 60 carretas bi trem estavam no pátio da usina de calcário aguardando para serem carregadas para transportar para o insumo a várias regiões do Estado.

Rondônia conta como outro importante programa que é o Cadastro Ambiental Rural, uma exigência do novo código florestal e que o Estado saiu na frente dos demais com o objetivo de oferecer segurança jurídica e conscientizar os proprietários de que no novo ciclo de desenvolvimento não há mais lugar se desmatar.

A piscicultura e a revitalização dos cafezais são outras iniciativas que estão dando certo. Os novos métodos de produção de peixe em cativeiro elevaram a produção de 12 mil toneladas para 76 mil toneladas.

Há incentivos fiscais para atrair novas empresas ao Estado, e o Banco do Povo um instrumento para financiar o pequeno empreendedor multiplica suas agências nos municípios.

O próprio Ministério da Educação reconhece os avanços na qualidade do ensino em Rondônia, embora ainda haja necessidade de se avançar mais para melhorar a posição no ranking nacional, pois o estado está em primeiro no Norte.

O ensino integral está implantado em 20 escolas da rede e num segundo mandato a meta é estender a metodologia a toda a rede pública. “Investir na educação integral é prevenir e combater o avanço da violência, principalmente, entre os jovens. Um preso custa ao Estado três salários mínimos, enquanto um aluno apenas R$ 300,00”, disse o candidato.

A reunião foi encerrada com orações conduzidas pelos pastores Ezequias Valdomiro Lopes, da Igreja Avivamento Bíblico, e pelo pastor Samuel Moraes. O pastor Ezequias Lopes explicou que a reunião, convocada pela Ordem dos Pastores, teve o objetivo de manifestar o apoio incondicional das igrejas da região à reeleição do médico Confúcio Moura para mais 4 anos de mandato.

Facebook Comments