Polícia Civil do Ceará prende em Rondônia suspeito apontado por trazer drogas para o Ceará. — Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil de Rondônia prendeu, nesta terça-feira (1º), um homem apontado como responsável pelo fornecimento de drogas do exterior para organizações criminosas do Ceará. Ele é cearense, foi preso em Porto Velho (RO) e encaminhado ao sistema prisional cearense nesta quarta-feira (2).

Francisco Rodrigues dos Santos, de 38 anos, conhecido como ‘Bodim’ e ‘Bode Branco’, fugiu da prisão no Ceará há pelos menos três anos e vivia escondido na capital de Rondônia, conforme a Polícia Civil. Ele estava foragido da Justiça dos estados do Ceará, Piauí e Amazonas.

O suspeito é investigado por tráfico de drogas, por integrar organização criminosa e tinha passagens por roubo a banco, dois homicídios e três ocorrências de tráfico de drogas.

Segundo o delegado Alisson Gomes, titular do Departamento Estadual de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil, Francisco é um dos principais articuladores do envio de drogas obtidas na fronteira do país para o Ceará.

As investigações indicam que Francisco tinha contato direto com os chefes de uma organização criminosa e utilizava documentos falsos para fugir da polícia. O negócio envolvia altas quantias de dinheiro, chegando a movimentar R$ 3 milhões por mês e R$ 100 milhões nos últimos anos, conforme o delegado Harley Filho, titular Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

O irmão de Francisco, Reginaldo Rodrigues dos Santos, de 33 anos, também tinha participação no tráfico. Reginaldo era procurado por tráfico interestadual de drogas e associação para o tráfico e foi preso em 24 de novembro, em Fortaleza. Durante a captura, ofereceu R$ 100 mil em propina para que policiais civis o liberassem.

A relação entre os irmãos e outros membros das organizações está sendo investigada pela policia. Com as provas, os policiais buscam comprovar a ligação da dupla a outros crimes em apuração e identificar outros suspeitos.

Irmão presos

Francisco foi capturado em uma casa do Bairro Rio Madeira, com documentos falsos. Ele estava com a mulher e não resistiu à prisão, conforme o delegado Alisson Gomes. As composições da Polícia Civil de Rondônia chegaram até o local após receberem informações do Departamento Estadual de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco), da Polícia Civil do Ceará.

Já Reginaldo foi preso em Fortaleza, na posse de dois quilos de cocaína e uma identidade falsa. Ele integra uma facção criminosa abastecida por Francisco, que fornece drogas aos bairros como Bom Jardim, Conjunto Ceará e Genibaú, na periferia de Fortaleza.

Durante a investigação, a polícia descobriu que Reginaldo era proprietário de uma residência de luxo na Avenida Beira-Mar e financiava a construção de uma mansão em Caucaia, na Grande Fortaleza. Além de ter o mandado de prisão cumprido, ele foi autuado por tráfico de drogas e corrupção ativa, pela tentativa de suborno aos policiais.

O titular da Draco, Harley Filho, explica que as investigações contra esse grupo criminosa ocorrem desde dezembro de 2018. Nesta quarta-feira (2), foram cumpridos seis mandados de prisão preventiva contra membros da cúpula da facção.

Fonte: G1

Facebook Comments