Foto: Divulgação/Politec

A conclusão do laudo técnico indica imprudência do condutor do veículo que causou a morte do ciclista Thiago da Silva Santos, no Espaço Alternativo, no último dia 24 de julho, em Porto Velho. O acidente teve grande repercussão social pela característica brutal. De acordo com o laudo da Politec (Polícia Técnico-Científica), com ajuda do vídeo gravado por uma câmera de segurança, a velocidade do veículo que causou o atropelamento foi estimada em 157 Km/h.

De acordo com testemunhas, o veículo Onix estava participando de um racha com um Corolla, cuja velocidade foi estimada em 124km/h, também com base nas imagens da câmera de segurança. O corpo do ciclista atropelado foi arremessado a vários metros do ponto de impacto, vindo a bater contra outro veículo estacionado e sofrer morte instantânea.

A perícia

Após realização de perícia no dia do atropelamento que vitimou fatalmente o ciclista, uma equipe de peritos criminais retornou ao local no dia 6 de agosto corrente. Com o apoio do Corpo de Bombeiros e do BPTran (Batalhão de Trânsito da Polícia Militar), os peritos realizaram análises complementares, incluindo simulações de tráfego com veículo, medições e cálculos físicos, tudo com o objetivo de subsidiar os trabalhos que foram relatados nos laudos periciais.

A gravidade do acidente chamou a atenção por ser um local turístico e de lazer com grande circulação de pessoas. “Situações como essa servem de alerta para a necessidade de se respeitar os limites de velocidade e as demais regras de trânsito”, ressaltou o perito criminal Taciano Nogueira.

Os laudos periciais da Politec já foram encaminhados à Polícia Civil para instruir o inquérito policial que investiga o caso e, posteriormente, será encaminhado à Justiça.

O inquérito

O Diário da Amazônia apurou que, o condutor do veículo Vitor Renato Lopes da Silva, de 18 anos, teve a prisão preventiva decretada na 14 deste mês de agosto. No inquérito em andamento na Delegacia de Homicídios, consta que Vitor Renato disputava um racha com Gabriel Vilela Dantas Lima Pinto, de 24 anos, que conduzia outro veículo.

O carro conduzido por Gabriel atingiu o ciclista, que retornava para casa com um amigo após um passeio. Gabriel foi preso em flagrante no local do acidente enquanto que Vitor Renato fugiu e se apresentou na delegacia dias depois, acompanhado de um advogado.

Fonte: Diário da Amazônia

Facebook Comments