Justiça do Trabalho conclui implantação do Processo Judicial Eletrônico nas Unidades do Acre

trtO Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, concluiu na sexta-feira, dia 21 de março a implantação do sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJe-JT) em 100% das Varas do Trabalho do Estado do Acre. A agenda de implantação nas cinco ultimas Varas do Acre iniciou na segunda-feira, dia 17/3, pela Vara do Trabalho de Cruzeiro do Sul.
 
Cruzeiro do Sul
Com uma agenda intensa iniciada no dia 17 de março na cidade de Cruzeiro do Sul, fronteira do Acre com o Peru, o coordenador do Comitê Gestor Regional do PJe-JT, desembargador Carlos Augusto Gomes Lôbo, com apoio da equipe de Tecnologia da Informação e Comunicação, servidores e magistrados implantou o Processo Judicial Eletrônico – PJe-JT nas Varas do Trabalho do interior do Acre.
O juiz titular da Vara do Trabalho de Cruzeiro do Sul, Dorotheo Barbosa Neto destacou os avanços na área da tecnologia, com a implantação do PJe-JT, a partir de hoje os advogados e partes tem a facilidade de acompanhar o andamento processual, o acesso pode ser de qualquer parte do mundo, basta ter um ponto de internet, concluiu Barbosa Neto.
Para o desembargador Carlos Lôbo, a Justiça do Trabalho da 14ª Região, encurta distâncias com  as novas tecnologias, melhorando o acesso à Justiça, além de evitar o uso do papel, o que tem um significado muito importante contribuindo com a preservação do meio ambiente,  estamos em plena Amazônia, conclui Lôbo.
Feijó
A Vara do Trabalho de Feijó, passou a atuar com o novo sistema na terça feira (18/3). De acordo com titular da Unidade, juiz José Carlos Hadad de Lima, desde a inauguração em 16 de setembro de 1994, a Vara do Trabalho sempre honrou o compromisso de distribuir a justiça, e agora em novos tempos, com a implantação do Processo Judicial Eletrônico, renova  o compromisso de facilitar o acesso à justiça, solucionando os conflitos decorrentes das relações de trabalho, com celeridade, transparência, eficiência e efetividade, disse Hadad.
Sena Madureira
A Vara de Sena Madureira teve a implantação do sistema PJe-JT no dia 19 de março e foi acompanhada de servidores, magistrados, advogados e autoridades locais. De acordo com o desembargador Carlos Lôbo, os investimentos do Tribunal do Trabalho na Unidade trabalhista de Sena Madureira trazem benefícios visíveis à população da região,  tanto que estão em andamento as obras da sede própria da VT, e agora com a chegada do Processo Judicial Eletrônico os advogados e jurisdicionados da região terão melhor acesso à Justiça e Cidadania com mais efetividade, enfatizou o desembargador.
 
Plácido de Castro 
Às 15 horas do dia 20 de março, na presença da juíza titular da VT de Plácido de Castro, Christiana D’Arc Damasceno Sandin; juíza de direito Louise Kristina Lopes de Oliveira Santana; vice-prefeito Edivaldo da Costa Melo; presidente da Junta Comercial do Município de Acrelândia, Sebastião Ramos Ferreira; presidente da Câmara dos Vereadores Tarcísio Soares de Brito, autoridades locais, servidores e prestadores de serviços, o coordenador regional do PJe-JT, Carlos Lôbo, declarou implantado o Processo Judicial Eletrônico na Unidade, que vem beneficiar os advogados e sociedade de Plácido de Castro e região.
 
Epitaciolândia
Com a implantação do Processo Judicial Eletrônico na Vara do Trabalho de Epitaciolândia,  sexta-feira (21/3), o Estado do Acre, passa a atuar com 100% com o Sistema Eletrônico, o juiz titular Daniel Gonçalves de Melo ressaltou a chegada da era digital, numa época em que é possível fazer compras, operações bancárias, participar de cursos e até mesmo manter uma vida social pela internet, por intermédio das denominadas “redes sociais”, chegou a hora do Poder Judiciário também se modernizar, adequando-se a essa nova realidade”,  ressaltou o juiz.
O magistrado destacou ainda, que o Processo Judicial Eletrônico se caracteriza como um valioso instrumento para a dinamização das relações processuais, tornando-as mais céleres, menos burocráticas, possibilitando o ajuizamento de ações em qualquer dia e horário, evitando em muitos casos o comparecimento das partes e dos advogados nas Unidades Judiciárias, garantindo também significativa economia de recursos públicos, notadamente com o uso de material de expediente. Uma verdadeira  mudança de paradigma, finalizou.
Daniel de Melo conclamou os advogados nessa empreitada de sucesso em tempos de Processo Judicial Eletrônico, que se mostram, mais do que nunca, indispensáveis para a administração da Justiça.
Depois de uma semana histórica que marcou a implantação do Processo Judicial Eletrônico na Justiça do Trabalho (PJe-JT) em todas Unidades Trabalhistas do Estado do Acre,  o  desembargador Carlos Lôbo,  enfatizou a receptividade de todos os magistrados, servidores, das subseções da OAB e advogados, além dos representantes dos poderes locais, desde Cruzeiro do Sul até Epitaciolândia. É de grande significado para o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, pois é mais um importante passo para melhorar o atendimento aos jurisdicionados que vivem em locais distantes e de difícil acesso, mas nem por isso se tem deixado de promover a Justiça Social, concluiu Lôbo ao agradecer a todos.

 

Facebook Comments