Ji-Paraná: ossada de Edilene é encontrada e ex-vereador Obadias confessou o crime

A Polícia Civil de Rondônia, através da Delegacia Especializada na Repressão, Roubos e Furtos (Deif), da Regional de Ji-Paraná, conseguiu localizar o corpo de Edilene Vieira da Silva, 29 anos, que desapareceu no dia 13 de abril quando iria se mudar para a chácara do ex-vereador Obadias Ferreira (DEM-RO), de quem ela seria amante.  

Obadias confessou o crime, e a delegada Renata Stella, com os delegados Julio Cesar Souza Ferreira e Thiago Flores concederão entrevista.  O corpo estava próximo entre 4 a 5 metros da cova de 3 metros que a polícia se concentrou na hora que entrou na chácara.    

A Polícia Civil cumpriu na manhã desta quinta-feira (08/07) mandados de busca e apreensão, e de prisão temporária, no endereço do ex-vereador na chácara com o objetivo localizar o corpo de Edilene e obteve êxito.  

A investigação nos últimos três meses levou a polícia a Obadias. A Polícia conseguiu levantar que o dinheiro utilizado na construção da casa na chácara seria de economias de Edilene, ela hipoteticamente teria acreditado que o ex-vereador iria assumi-la definitivamente, e publicamente. 

Covardemente, ele a seduziu a ponto de a vítima vender a casa na cidade e construir uma residência na chácara de Obadias.      

A Operação da Polícia Civil de hoje denominada MENDAX, desencadeada pela Delegacia Especializada na Repressão a crimes de extorsões, roubos e furtos (DEIF) contou com a participação de 25 policiais e os delegados Julio Cesar de Souza Ferreira e Thiago Flores e equipe do Corpo de Bombeiros.  

Fonte: www.correiocentrall

Facebook Comments