Jesuíno Bouabaid espera que governador assine uma aberração

jesuionoO deputado estadual Jesuíno Bouabaid, através da mulher dele, está pressionando o governador Confúcio Moura (PMDB) a assinar uma lei que está sendo considerada uma aberração pelos policiais militares.

Ada Dantas, presidente da ASSFAPOM (Associação dos Praças e Familiares da PM e BM-RO), representando também as associações ASSPOMIRR, Soldado Fabiana, ASPOMCOL, Soldado Félix, APBM, Cabo Zildo, APMC, Sargento Arilson, CRAPOMJI, Cabo Amorim e ASPRA, Cabo Ramalho, juntamente com o deputado estadual, Jesuino Boabaid, estão tentando alterar a  Lei de Promoções dos Praças. Desde 2010  existe uma lei que prevê um processo de seleção interna, onde se promove a metade por antiguidade e outra por concurso interno. Jesuíno quer acabar com esta forma.  A “lei do Jesuíno” prevê que a promoção seria independente de orçamento e vagas, o que é uma aberração, segundo alguns militares. “O Jesuíno espalhou essa mentira que é possível promover sem orçamento é vagas”, disse uma fonte. Se a lei for alterada, nunca os soldados de 2006 e 2007 serão sargentos. Na prática, a alteração da lei acaba com o mérito intelectual para ingresso na carreira de Sargento PM. “O maior problema das promoções não é o fim ou a manutenção do concurso e sim a reestruturação do quadro”, diz a fonte.

Pressão psicológica e truculência nas redes sociais

Nas redes sociais quem se opõe ao deputado Jesuíno e á mulher dele são massacrados com palavrões e intimidações.  “Não há liberdade de expressão”, diz uma fonte.

 

Leia o texto da Assfapom abaixo: 

Com a nova lei, o Processo Seletivo Interno é extinto, passando a vigorar 100% (cem por cento) por antiguidade. Com isso, os Cabos dos cursos de 1990 a 1992 terão suas vagas todas garantidas para o próximo curso de 3º Sargento PM, sendo 115 (cento e quinze) vagas todas por antiguidade e 49 (quarenta e nove) vagas destinadas ao último Processo Seletivo Interno que ocorrerá no âmbito da Polícia Militar, a pedido do Coronel Kisner.

Neste certame também será realizado o Curso de 400 novos Cabos da Polícia Militar, que foi tão cobrado pelo deputado Jesuíno Boabaid.

Outro direito garantido na negociação foi à quebra do interstício para todos os Policiais Militares com dez anos de efetivo serviço na corporação à promoção de 3º sargento, respeitando a antiguidade e os números de vagas existentes, atendendo os 150 (cento e cinquenta) Cabos dos cursos até 1998. E, até o final do ano de 2016 já terão vagas abertas para os remanescentes dos Cursos de 1998 e 2002, fluindo de forma natural as promoções.

O governador Confúcio Moura já está com uma pré-agenda para uma solenidade ainda em novembro, onde estará juntamente com o deputado Jesuíno Boabaid, e todas as associações representativas da categoria, apresentando a Nova Lei de Promoções para toda a tropa.

“Estamos dando um grande passo na história da Polícia e do Corpo de Bombeiros de Rondônia. É um momento importante, único e de muita alegria para todos nós, onde conseguimos a união de todas as associações e conquistamos essa lei”. Disse o deputado Jesuíno.

De acordo com o parlamentar, o projeto já não vai demorar para chegar na casa de leis para apreciação dos deputados, onde já estão cientes da vontade dos praças.

Ada Dantas ressaltou a importância da união das associações nessa conquista. “A conquista foi fruto da união das associações, juntamente com o parlamentar eleito pela tropa, agora com a aprovação desta lei teremos transparência nas promoções, pois o critério avaliativo respeita o princípio basilar das corporações militares, ou seja, a hierarquia, através da antiguidade de cada servidor”.  

CONFIRA A MINUTA DA LEI:

Facebook Comments