Inspirada em Marta, revelação do futebol feminino de RO vai fazer avaliação em equipe da Bahia

Assim como os atletas iniciantes no mundo da bola, a jovem Ana Paula Matos dos Santos, a Paulinha, 22, tem o sonho de se tornar uma grande jogadora de futebol. E parte desse sonho está prestes a se tornar realidade.

O belo desempenho apresentado no Campeonato Brasileiro da Série A2, atuando pelo Porto Velho E. C despertou o interesse da equipe do São Francisco do Conde, da Bahia, para onde segunda-feira embarca para fazer avaliação.

A cidade, que leva o mesmo nome da equipe, fica  localizada na Região Metropolitana de Salvador

Paulinha sonha em seguir os passos de sua maior inspiração no futebol, a jogadora Marta, que com muito talento conquistou o sucesso internacional.

A lateral foi tricampeã estadual, sendo que o último título foi pelo Porto Velho E. C, no ano passado. Os dois primeiros foram pelo Porto Clube, também da capital, em 2016 e 2017.

Sua história se confunde com a de tantas outras meninas. Paulinha começou a jogar nas tradicionais peladas de rua, com 9 anos, apostando refrigerante.

Pelas belas atuações foi chamada para treinar, aos 15 anos, na equipe de futsal da AD Fênis, de Porto Velho, sua primeira equipe.

A passagem foi rápida, logo chamou a atenção de outro clube de futsal, a Asdericel, onde ficou por três anos, conquistando um campeonato municipal e um estadual, jogando pela categoria adulta.

E Paulinha não parou por aí. Atuando, sempre  como ala direita, teve a oportunidade de atuar na equipe de futsal Dal Molin e também no futebol de campo pelo Porto Clube.

“Eu jogava desde pequenininha, jogava sério, jogava bem, sempre gostei de jogar futebol. Jogava na rua, apostando refrigerante”, disse

Assim como outras atletas, ela sonhar em jogar em um clube grande e tem na atacante Marta, da seleção brasileira, sua inspiração para jogar futebol.

“Todo esforço é valido. Sempre tive o apoio de toda minha família. Meu tio Dheymis, foi quem me levou para a escolhinha da AD Fênis, onde tudo começou”.

Segundo Paulinha, o futebol feminino teve este ano um pouco mais de visibilidade, pela realização do Campeonato Brasileira da Série A2.
“Muitas atletas têm se destacado e a participação, pela primeira vez de uma equipe de Rondônia, no Brasileiro, ajudou”, completou

Atuando na lateral, Paulinha ajudou a equipe do Porto Velho E.C a chegar as oitavas de final da competição nacional, onde foi eliminado pelo Palmeiras.

Se depender do apoio e da confiança do empresário Gilmar de Jesus, ela vai longe. Segundo ele, Paulinha tem muito potencial e assim como outras jogadoras, que foram jogar fora, vai representar bem nosso estado.

“Não saberia dizer onde ela vai chegar, não. Mas pela expectativa que há em mim, que há nela e nas pessoas que nos cercam, o céu é o limite”.

Fonte: MaisRO

Facebook Comments