Inacreditável: bebê cai da incubadora na UTI de maternidade; veja o vídeo!

Um vídeo mostra o momento que uma bebê de três meses cai da incubadora na UTI de uma maternidade em Belém, no Pará.

O incidente aconteceu em maio deste ano, mas as imagens só foram divulgadas neste domingo (27).

Bebê cai da incubadora na UTI, em Belém

Nas imagens, que foram registradas pela câmera de segurança da maternidade, é possível ver o momento que uma enfermeira coloca a criança dentro da incubadora, mas deixa uma das travas aberta.

Em seguida, uma das portas se abre, e a bebê cai de cabeça da incubadora na UTI.

Assustada, a mesma enfermeira que colocou a criança na incubadora sai correndo para pegar a menina, e após socorrer a bebê todos parecem agir como se nada tivesse acontecido.

De acordo com Jessica Machado, mãe de Roberta, a filha estava internada há aproximadamente dois meses na UTI logo depois de nascer prematura e apresentar crises de refluxo. No local, Jessica conta que sempre alguém da família estava acompanhando Roberta.

“O tempo todo era eu, ou minha mãe, ou uma técnica particular nossa, porque eu já  não me sentia segura em a deixar só, porque em um dos desses momentos que eu vim em casa tomar banho, e voltei, quando eu cheguei a criança estava dentro da incubadora engasgada”, relembra Jessica.

Bebê começou a ser examinada quatro minutos depois da queda

No dia do incidente, em 7 de maio de 2019, Jessica e o marido estavam no hospital acompanhando a criança, mas haviam saído para almoçar em um restaurante. Em menos de uma hora, a tragédia aconteceu.

Por meio de uma ordem judicial, a família conseguiu obter imagens.

Um minuto e 11 segundos após a queda, Roberta continua sem receber atendimento. Nas imagens, uma funcionária aparece com um pano branco na cabeça da bebê, e outra enfermeira traz um copo de água para molhar o pano e colocar na criança mais uma vez.

Três minutos depois da queda, a criança continua no colo de uma das enfermeiras.

bebê cai da incubadora
(FOTO: REPRODUÇÃO RECORD TV)

“Ela poderia ter pego a criança, protegido a criança. Poderia ter a levado para um bloco cirúrgico, ter feito alguma coisa que ela não fez. Nada. Nem ligar pra gente ela ligou, pra comunicar que a criança tinha caído. Ali é um ser humano, não é uma mercadoria”, afirma Jessica.

Quatro minutos após sofrer a queda, uma das profissionais do hospital começa a examinar Roberta, que continua no colo de outra enfermeira. Entretanto, nenhum exame mais profundo ou médico aparecem na cena.

Mãe da bebê entra na UTI dez minutos após o incidente

Aproximadamente dez minutos depois, Jessica entra na UTI, e logo percebe que algo estava errado.

“Uma confusão lá, não queriam deixar eu entrar na UTI, e isso que eu entro a criança tá totalmente desnorteada, muito molezinha, e molhada”, relembra a mãe.

Conforme Jessica, ao ver o estado da filha ela questionou o motivo de Roberta estar daquela forma, mas a resposta da técnica de enfermagem foi: “mãe, eu dei banho nela e agora to fazendo ela dormir“.

Apesar da desculpa da profissional, Jessica conta que logo percebeu um hematoma na cabeça da filha, o que a fez entrar em desespero. “Nisso que a criança joga o pescoço porque ela tava muito molezinha, eu vi a cabeça daquele jeito e eu fiquei transtornada. Desesperada, comecei a chorar. ‘Pelo amor de deus o que aconteceu com a minha filha?’

bebê cai
(FOTO: REPRODUÇÃO RECORD TV)

Quando questionei novamente, a técnica disse que jurava pela vida dos filhos que não tinha acontecido nada com Roberta.

Ainda não satisfeita, Jessica aparece nas imagens indo até a enfermeira responsável pela UTI, a mesma que apareceu minutos antes pegando Roberta do chão.

De acordo com a mãe, a enfermeira afirmou não ter visto nada anormal, mas o desespero de Jessica aumentou quando uma outra mãe, que também estava na UTI, contou o que de fato havia acontecido.

bebê cai uti belém
(FOTO: REPRODUÇÃO RECORD TV)

“Alguém me puxou e disse: mãe, a sua filha caiu de cabeça no chão. Liga pro seu marido, ela acabou de cair de cabeça no chão”.

Segundo a mãe de primeira viagem, o sentimento era inexplicável. “Um desespero… e depois foi mágoa, raiva das médicas… porque elas estão ali pra salvar vidas, e não pra fazer o que elas fizeram”.

Fraturas na clavícula e traumatismo craniano

Por conta da queda, Roberta teve fraturas na clavícula e no crânio. “Houve um traumatismo craniano de longa extensão, de natureza grave. Mas que não surgiu nenhum coágulo inicialmente, que dê para fazer algum tipo de cirurgia, ou alguma coisa”.

Apesar do enorme susto e desespero, Roberta agora já completou oito meses, e está em casa ao lado dos pais feliz e saudável, fazendo acompanhamento médico e exames que continuam monitorando qualquer efeito contrário por conta da queda.

bebê sobrevive após queda
(FOTO: REPRODUÇÃO RECORD TV)

Conforme o neuropediatra Paulo Breinis, apenas o futuro pode garantir se Roberta vai ou não ter sequelas.

“Como existiu uma fratura, teve um trauma importante… pode acontecer. Somente e a evolução do caso é que vai permitir a gente falar se houve ou não sequelas neurológicas pra esse paciente”, conclui o médico.

Além disso, Paulo explica que o que houve após a queda não poderia ter acontecido. O certo, de acordo com o especialista, seria um médico pediatra examinar a bebê, verificar a gravidade do trauma, e rapidamente a encaminhar para fazer uma radiografia.

Nota do hospital

Em nota, a Maternidade da Criança, uma das clínicas particulares mais procurada de Belém, afirmou que não vai prestar qualquer informação sobre o caso, e “não discutirá qualquer incidente”.

No mesmo documento, a diretoria afirma que “a instituição agiu como habitualmente. Tem sido prestado toda a assistência médica e psicológica até a alta médica do paciente”.

Para os pais de Roberta, tudo indica que o equipamento médico não foi fechado de forma correta após a bebê ter sido colocada na incubadora.

Tem duas travas, e só uma trava foi mais ou menos fechada. Não travou efetivamente. Com a batidinha da criança, a porta abriu”, finaliza o pai da bebê.

Veja a matéria completa que foi ao ar no Domingo Espetacular:

Fonte: Ric Mais e R7

Facebook Comments