Dois irmãos foram presos em flagrante, nesta segunda-feira (11), por suspeita de envolvimento no assassinato do policial rodoviário federal Eduardo Souza de Lima Júnior, de 37 anos. O agente de segurança foi morto na madrugada do domingo (10), em uma lanchonete no Alto do Mandu, na Zona Norte do Recife. Advogado disse que cliente confessou crime.

Sávio Norberto Holanda de Souza, de 25 anos, e Darlisson Lucas Holanda de Souza, de 19 anos, se apresentaram à Polícia Civil no Complexo Policial de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Na ação, outro homem ferido, também de 37 anos, foi encaminhado a um hospital não divulgado pela PRF. Por isso, não há informações sobre seu estado de saúde.

Os dois homens seguiram para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Cordeiro, Zona Oeste da capital pernambucana. Eles foram autuados por tentativa de homicídio e homicídio qualificado, pelo fato de ter sido praticado contra um agente público de segurança, por motivo fútil e resultando em perigo a quem estava no local.

Eles serão encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML), no Centro do Recife, onde devem passar por exame de corpo de delito. Posteriormente, serão submetidos a uma audiência de custódia para saber se responderão ao crime em liberdade ou se ficarão presos.

O advogado Fernando Coelho, responsável pela defesa dos dois irmãos, disse que Sávio confessou ter atirado no policial rodoviário. O defensor afirmou à TV Globo que o cliente chegou a trabalhar como recepcionista de hospital e agora estava estudando.

Segundo ele, o jovem afirmou que brigou com o servidor público em um bar e que foi ameaçado. Por causa disso, teria ido em casa buscar a arma, que, depois do crime, foi jogada no Açude de Apipucos, na Zona Norte.

O crime

 

Vídeo mostra momento em que policial rodoviário federal é assassinado, no Recife
A Polícia Civil informou que um inquérito foi aberto para investigar a autoria e a motivação do assassinato. O caso está sob responsabilidade do DHPP.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Eduardo Souza estava na corporação desde 2016. Ele atuou na delegacia de Ariquemes, em Rondônia, e havia sido transferido para atuar na sede da PRF em Pernambuco há poucos dias.

As imagens mostram várias pessoas na frente da lanchonete, algumas sentadas, outras em pé. Um homem de camisa azul, bermuda e capacete se aproxima do policial e faz disparos. Em seguida, ele sai rapidamente e foge na garupa de uma moto, ainda atirando.

Nas imagens, é possível perceber o desespero das pessoas que presenciaram o crime. Algumas se abaixam e outras saem correndo. A cena dura pouco mais de dez segundos.

G1 Pernambuco

Facebook Comments