Luiz Carlos N.E, de 33 anos, foi preso em flagrante acusado de agressão contra o homossexual Jhonatan L.S, de 20 anos. Segundo a vítima, ele foi agredido quando foi procurar o acusado para receber o dinheiro de um programa sexual combinado e realizado entre os dois, no dia anterior, no Bar Anacondas, onde transaram a noite toda e consumiram crack.

O acusado não gostou de ser cobrado e agrediu a vítima a socos e pontapés. Não satisfeito, ele colocou a vítima no banco de trás do carro e o levou para um local atrás da Makro, onde agrediu o homossexual outra vez. Jhonatan teve que se fingir de morto para escapar da fúria do cliente. Quando o acusado foi embora, Jhonatan saiu do local e pediu ajuda a um vigilante.

A polícia foi acionada e o Samu solicitado para dar atendimento à vítima. A Polícia esteve com Luiz Carlos e ele apresentou outra versão. Segundo o acusado, o pai havia ligado para ele dizendo que tinha um rapaz gritando dentro do quintal, e ao ir averiguar, se deparou com Jhonatan, ocorrendo uma discussão e uma briga entre os dois.

Segundo Luiz Carlos, na ocasião, o homossexual disse que queria dinheiro, ou então ria espalhar para todo mundo que o acusado faz programas com homossexual. Luiz Carlos admitiu que deu R$ 100,00 à vítima, que depois retornou e pediu mais dinheiro.

Os policiais não acreditaram na conversa do acusado, e lhe deram voz de prisão, conduzindo-o á Central de Polícia.

Fonte: Oobservador

Facebook Comments