Homens foram até local da queda de avião a procura de armas e dinheiro a mando de peruano, diz delegado

Da esquerda para direita: Guibzon Azevedo, Edsen Lima, Nickson Dantas, terão que se explicar para o delegado – Foto: Fotos/cedidas

Três homens foram detidos pela polícia e confirmaram que estiveram no local em que uma aeronave de pequeno porte caiu, a procura de dinheiro e armas, a mando de um peruano. Eles foram na região um dia antes da polícia, de acordo com o delegado Sérgio Lopes.

“Eles confirmam que estiveram lá, mas não encontraram nada e, que em tese o que poderia ter [dinheiro], tinha sido consumido pelo fogo”, disse Lopes.

O avião caiu na quinta-feira (23), mas a polícia só achou o avião no domingo (27), em uma área de floresta a 30 quilômetros de Assis Brasil, cidade do interior do Acre que faz fronteira com o Peru. Em meio aos destroços, dois corpos parcialmente carbonizados foram encontrados. Os cadáveres estão no Instituto Médico Legal de Rio Branco (IML) à espera de identificação.

Avião que caiu em Assis Brasil pode ter sido abatido pela Força Aérea do Peru

Os homens foram conduzidos à delegacia de Assis Brasil pela Polícia Militar, no domingo, e após serem ouvidos pelo delegado, nesta segunda-feira (28), foram liberados. O delegado informou que a polícia ainda investiga quem é o peruano que teria dado a ordem aos três brasileiros.

Conforme o delegado, com os brasileiros não foi encontrada nenhuma evidência de que tivessem encontrado dinheiro ou armas. O delegado também falou sobre os rumores de que no avião haviam 350 mil dólares. Ele disse também que não é possível confirmar que o avião foi abatido por traficantes peruanos.

“Estive no local e praticamente tudo tinha sido consumido pelo fogo, só tinha água, uma hélice que caiu a alguns metros, mas o restante foi consumido de fato. Se tinha dinheiro, essa quantidade de 350 mil dólares que falam, possivelmente, foi consumida pelo fogo”, disse.

Bolívia vai ajudar nas investigações

A polícia suspeita que os tripulantes sejam de nacionalidade boliviana. No local do acidente, foram encontrados objetos, como latas de refrigerante e garrafa de água, com rótulo do país. O delegado Sérgio Lopes informou que recebeu autoridades bolivianas, na manhã desta segunda, e que eles se prontificaram a ajudar nas investigações.

“Recebi, no meu gabinete em Brasileia, autoridades da Bolívia e já começamos tratativas com eles no sentido de identificar as pessoas e o avião. Trocamos informações para isso. Eles vão tentar identificar lá na Bolívia”, disse o delegado.

Um celular também foi encontrado na região e deve ajudar na identificação. “O aparelho celular ficou intacto e vai ser útil para a gente conseguir descobrir mais informações sobre a origem dessas pessoas”, informou Lopes.

Fonte: G1

Facebook Comments