Washington Luís Mello matou, com tiros na cabeça, a ex-esposa Débora Cristina Pavanelli Mazo, de 27 anos, e a ex-sogra, Lúcia Pavanelli, de 44, depois de invadir a casa delas no município de Sabino, em São Paulo, na madrugada do último sábado (7). Washington disse à Polícia que executou ambas porque elas proibiram-no de ver o filho do casal, de 1 ano. Ele se entregou à polícia no domingo. 

O crime aconteceu às vésperas do Dia Internacional da Mulher. O suspeito contou ao delegado responsável pelo caso, André Hauy, que havia se separado da esposa recentemente. Débora já havia registrado boletim de ocorrência por agressão depois de uma discussão com a ex-sogra. Há também, na polícia, o registro de uma agressão da mãe da Washington às duas vítimas. As informações são do portal G1.

O portal conversou com uma amiga de Débora que disse que o suspeito “não aparentava ser violento”. O delegado fez o pedido de prisão temporária, ainda não deferido pela Justiça. A arma do crime não foi encontrada. 

Fonte: Mais Goiás

Facebook Comments