Hildon Chaves
Para Hildon, reuniões feitas diretamente com servidores, sem intermediação, desagradaram sindicalistas,
Para Hildon, reuniões feitas diretamente com servidores, sem intermediação, desagradaram sindicalistas,

 

Da Assessoria

Para a coordenação da campanha do candidato do PSDB a prefeito de Porto Velho, dr Hildon Chaves,vencedor do primeiro turno, não se pode entender de outra forma que não uma tentativa de armar uma cilada para o candidato, a reunião promovida pelo Sintero, na tarde de quarta-feira (19), a pretexto de assinatura de uma carta compromisso com a categoria da educação.

A dedução é feita a partir do momento em que o sindicato recebeu um documento denominado “Carta aos Trabalhadores em Educação do Município de Porto Velho”, na qual dr Hildon informava da impossibilidade de comparecer ao evento em função de compromissos assumidos anteriormente, porém, ao mesmo tempo, se colocava com signatário da carta compromisso, da qual apontou discordância em apenas de um item, o sétimo, do qual derivam impactos orçamentários.

Na carta aos educadores, dr Hidon confirma acatar todos os demais itens e manifesta o compromisso em manter aberto os canais de diálogo com as categorias do serviço público. Quanto ao item relacionado a alteração orçamentária, o candidato tucano ainda justificou que “seria leviandade de minha parte prometer algo sem ter acesso aos percentuais do orçamento global e às respectivas dotações. Ainda assim, investir cada vez mais na qualidade da educação é um dos objetivos de nosso plano de governo”, detalha na carta.

carta222Embora tivesse recebido a carta do dr Hildon no dia 17, conforme atestado pelo secretário de imprensa e divulgação do sindicato, José Augusto Neto (ver cópia anexa), dois dias antes do evento, com a explicação de que não poderia comparecer, o sindicato manteve a convocação dos professores, confirmando, por conta própria, a presença do candidato do PSDB, apesar de que o próprio Sintero tenha respondido a carta, na qual elogiou a manifestação de dr Hildon “em manter abertos os canais de diálogo”.

Como de pano de fundo da pretensa discórdia alardeada pelo Sintero, está a disposição do candidato tucano em se reunir diretamente com os servidores, sem a intermediação de sindicalistas, com o objetivo de ouvir as reclamações e sugestões dos próprios trabalhadores.

Tem sido assim, também, por conta das reuniões com os servidores das demais pastas. Por manter esse tipo de aproximação, vem sendo difamado, caluniado e se tornou alvo dos mais inescrupulosos boatos, alimentados por uma vereadora reeleita, única representante da chamada esquerda mais retrógrada, que negocia com o candidato do PTB o apoio para a presidência da Câmara Municipal.

Indiferente a reação raivosa da tal vereadora, e do Sintero, ambos ligados a uma central sindical, dr Hildon vem surpreendendo com o jeito novo de fazer política, conectado com uma proposta real de mudança. Um dos anúncios que pegou o Sintero de surpresa foi o de que o próximo secretário municipal de educação será escolhido dentro da própria categoria. Isso desagradou aos dirigentes sindicais, acostumados à tradicional troca de apoio, pois queriam ser o articulador e fiador de tal proposta.

“Nossa proposta ao servidor público vai muito além de questões pontuais. Vamos melhorar o ambiente de trabalho, investir na capacitação, vamos criar a Escola de Governo, que entre outras oferecerá cursos de pós graduação, enfim, temos uma proposta real de valorização dos nossos servidores”, disse o candidato.

Exibindo HILDON - CARTA.jpg

Facebook Comments