gujara

Acabou o impasse. Após uma série de incertezas em relação a permanência no Campeonato Rondoniense de 2017, a diretoria do Guajará confirmou que o clube vai disputar a próxima edição da competição. A decisão foi acertada durante uma reunião entre os diretores e o presidente Gilmar Picinin, ocorrida no último dia 5. A divulgação da confirmação só foi feita na manhã desta sexta-feira, 14, pelo diretor de esportes, Paulo Figueiredo.

Apesar da boa notícia de que Guajará-Mirim terá pelo menos um representante no estadual, nem tudo são flores. Segundo Paulo, o clube enfrenta grandes problemas internos em relação aos recursos financeiros e falta de patrocinadores, além de não ter ajuda do governo, que também é o mesmo caso dos outros clubes do estado.

– Vamos no peito e na raça, pois não temos dinheiro para fazermos o trabalho que a gente quer, mas temos muita força de vontade para trabalhar e elevar o nome do clube. Nós sentamos, conversamos e decidimos que o time volta sim, mas vamos montar uma nova diretoria de esportes. A diretoria executiva não será mexida, pois nosso mandato é de três anos, conforme eleição feita no final de 2015, mas precisamos de novos membros que saibam a linguagem do futebol e entendam nossa realidade – comentou o diretor de esportes.

O dirigente também declarou que o GEC não vai contratar nenhum jogador de fora do município e o elenco será formado exclusivamente por jogadores pratas da casa, como foi em 2015 e também neste ano.

– Não vamos fazer loucuras e de forma nenhuma tentaremos ser aquilo que não somos. O Guajará não tem condições de bancar jogadores de outros estados e também não queremos, pois aqui temos peças de qualidade que podem representar nossa cidade com orgulho e amor pela camisa. Alguns clubes tentam montar elencos competitivos e caros, mas acabam se afogando em dívidas e não conseguem honrar os compromissos. O clube não tem essa filosofia e nem terá na nossa gestão – disse Figueiredo.

De acordo com a diretoria do Glorioso, a pré-temporada inicia na segunda quinzena de novembro. A base do time que disputou o estadual neste ano será mantida, mas haverá uma avaliação de outros jogadores do município, que poderão reforçar o plantel.

Ainda sem treinador e comissão técnica, o GEC vive a expectativa de fechar contrato novamente com Hernán Oliveira, mas a negociação ainda não se concretizou. O boliviano treinou o grupo nas últimas três partidas de 2015 e também durante a atual temporada, alcançando uma campanha surpreendente com cinco vitórias e 16 gols marcados, ao longo dos 14 jogos disputados nos dois turnos.

A diretoria informou ainda, que a previsão é que o time faça alguns amistosos ainda neste ano, no mês de dezembro, como parte da formação e avaliação do elenco. Os amistosos também serão realizados em janeiro e fevereiro de 2017, na fase final de preparação para o início do estadual.

Fonte: Globoesporte.com/Foto Alexandre Almeida

Facebook Comments