“Grupão” confirma nome de Expedito Júnior ao governo de Rondônia

0
1590


PORTO VELHO- O ex-senador Expedito Júnior (PSDB) será mesmo o candidato do PSDB ao governo de Rondônia. Já há consenso dentro do partido que estava dividido. No domingo, à portas fechadas segundo o jornal eletrônico Correio de Rondônia, representantes que conduzirão um dos blocos nas eleições majoritárias e proporcionais deste ano estiveram reunidos e decidiram formar um “Grupão” com Expedito Júnior encabeçando.

O chamado “Grupão”, será formado pelo PSDB, PP, Democratas, PSD, PTC, Solidariedade, PR, PRB.  O deputado federal Marcos Rogério (DEMOCRATAS) foi escolhido pelo grupo como pré-candidato a primeira vaga no Senado Federal, já que nessas eleições teremos dois senadores eleitos.

Dentre os integrantes desta aliança buscam a reeleição os deputados federais Mariana Carvalho (PSDB) e Expedito Neto (PSD). Também participou da conversa os deputados federais Lindomar Garçon (PRB) e Luiz Cláudio (PR). Esses dois deputados ainda não bateram o martelo definitivamente, mas ficaram de responder aos demais componentes do “Grupão”, até o final dessa semana. Tiziu Gidalias, ex-deputado estadual firmou compromisso como pré-candidato a federal.

Lindomar Garçon alega que, apesar de ser presidente do PRB precisa conversar com sua base política. Também deixou claro, na reunião, que a sigla fará parte do “Grupão”, desde que a segunda vaga ao Senado Federal seja disputada pelo pastor Edésio Fernandes. Já o parlamentar federal Luiz Cláudio garantiu que até quinta-feira, 05, dará sua palavra final.

A presidente dos Progressistas em Rondônia, advogada Jaqueline Cassol, manteve o compromisso, se colocando à disposição do grupo para concorrer ao cargo de deputada federal. “Desde a primeira reunião, ocorrida na segunda quinzena de junho/2018, em Porto Velho (RO), dei a minha palavra de que construiríamos uma aliança forte, pois a união dos partidos nesse momento fará com que formamos uma coligação preparada para enfrentar a corrida eleitoral”, frisou a progressista.

Fonte: Jornal Correio de Rondônia

Facebook Comments