Os agentes penitenciários de Rondônia vivem uma semana movimentada, com as assembleias programadas para acontecer até o próximo sábado, dia 27. A primeira foi na segunda-feira (22), em Porto Velho, reunindo servidores lotados em unidades prisionais da capital e dos municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré.

Na terça-feira (23), a assembleia foi realizada em Ariquemes, reunindo também servidores dos municípios de Buritis e Machadinho D’Oeste. E nesta quarta-feira (24) acontece em Ji-Paraná, na parte da manhã, e à tarde em Cacoal, com a participação de agentes de cidades circunvizinhas, como Presidente Médice, Jarú, Ouro Preto, Pimenta Bueno e Espigão D’Oeste.

As assembleias itinerantes visam garantir o direito de todos os filiados de se manifestar e participar da decisão a ser tomada pela categoria. A convocação se deu após o governo estadual se afastar da negociação com o sindicato, o Singeperon, que vinha sendo mediada pelo Tribunal de Justiça de Rondônia. Há um acordo homologado na justiça, que visa consolidar no salário dos agentes direitos que já são garantidos por lei.

A presidente do Singeperon, Daihane Gomes, vê a luta justa, e diz que a categoria segue lutando dentro dos princípios da legalidade. “Quando suspendemos a greve em março, e depositamos nossas esperanças na mediação judicial, foi em respeito ao Tribunal de Justiça. E vamos continuar respeitando. Até o final de todas assembleias teremos um resultado oficial. Se se for pela retomada da greve, será um movimento dentro da legalidade”, frisou Daihane.

Fonte: Singeperon

Facebook Comments