Grêmio estudantil desenvolve projetos sustentáveis em Seringueiras

0
292


O jovem Hernani Gabriel tem 16 anos e cursa o 2º ano do ensino médio. Ele é o presidente do Grêmio Estudantil da Escola Osvaldo Piana, fundado este ano.A instituição desenvolve ações que visam conscientizar a juventude e a população como um todo: repassa conhecimento com o projeto “Transferindo o Saber”; cuida da “Horta Comunitária”estudantil como forma de desenvolver ações de preservação ambiental e produção de alimento; e trabalha com jardinagem e plantação de grama em frente à escola.

A professora universitária e comunicóloga,Claudia Moura esteve com representantes do grêmio neste final de semana. Para ela é muito importante a participação dos alunos no grêmio, que foi criado esse ano e já desenvolve ações diversas.  “Na minha adolescência eu comecei a participar da vida política em um grêmio estudantil na escola onde eu estudava”, disse Cláudia.

No início dos anos 1980, Cláudia e alguns colegas organizaram, na escola onde estudavam em Goiânia,um grêmio semelhante ao que ela visitou em Seringueiras. Ela considera que participar de organizações como essa, desde a adolescência, passa a ser um divisor de águas.

“Me tornei, aos poucos, uma pessoa com nível de consciência política mais elevada a partir daquela ocasião, além de despertar interesse pelas causas sociais, que é hoje uma de minhas principais características”, disse Claudia. Ela parabenizou a direção da escola e os alunos pela iniciativa de tal forma que estes possam opinar sobre a gestão escolar e desenvolver seus projetos.

Talvez fosse o caso, opinou a jornalista, de os alunos trabalharem projetos na área de comunicação, pois desde sempre essa atividade está presente em tudo que se pretende desenvolver. “O grêmio estudantil, juntamente com o corpo docente poderá desenvolver inúmeros projetos de comunicação, principalmente interna, que certamente irão potencializar as demais iniciativas, disse ela.

A expectativa de Jaqueline Alves do Santos, integrante do grêmio, é cumprir todos os projetos que o grêmio colocou em pauta. Abrir o leque de parcerias com a sociedade, pois“estamos sempre precisando de colaboradores”. Recursos financeiros para a realização dos projetosé o principal gargalo, disse Jaqueline. “Não temos problemas com efetividade dos integrantes, já que os alunos da escola são muito atuantes, relatou Jaqueline, que gostou da sugestão de Cláudia sobre o papel que a comunicação poderia representar no Grêmio.

Fonte: Valdir Alves

Facebook Comments