Após a descoberta de petróleo na região, os dois países passaram a reivindicar a área e começaram a fazer exercícios militares.

A Grécia e a Turquia concordaram nesta quinta-feira (3) em iniciar uma negociação junto a Aliança Atlântica para pôr fim à crise instaurada pelos dois países que disputam o controle de uma parte da região leste do Mediterrâneo, rica em petróleo.

  • Turquia acusa a Grécia de armar uma ilha desmilitarizada

secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) Jens Stoltenberg disse em um comunicado que, após discussões com os líderes gregos e turcos, eles concordaram em manter negociações técnicas na instituição para diminuir a tensão militar e reduzir o risco de incidentes.

“A Grécia e a Turquia são dois aliados valiosos e a OTAN é uma plataforma importante para consultas sobre todas as questões que afetam a nossa segurança comum”, escreveu Stoltenberg.

Ambos os países mantêm uma disputa por fronteiras marítimas e depósitos de petróleo no leste do Mar Mediterrâneo, e protagonizaram uma séria escalada militar.

O chefe da diplomacia dos Estados Unidos, Mike Pompeo, pediu a Ancara e Atenas na quarta-feira (2) que os países reduzissem as tensões. Segundo ele, os dirigentes dos dois países vizinhos “deveriam sentar-se e iniciar discussões sobre tudo isto e encontrar soluções diplomáticas”.

“Não faz sentido aumentar as tensões militares na região, só pode resultar em coisas negativas”, disse Pompeo.

Fonte: G1

Por France Presse

Facebook Comments