GOVERNO, CONGRESSO, ACERTOS E CONCHAVOS

Por Fábio Marques (*)

Depois de trovejar em aloprados discursos para súditos e votantes que em seu governo não haveria acordos de surdina e negócios malvistos com outros poderes de Estado, Messias Bolsonaro acabou traindo a seus adeptos abrindo as portas do Palácio do Planalto para um “acerto” com os ímprobos e réprobos maiorais do MDB e do DEM. A intenção está na cara: com o ibope caindo e rolando ladeira abaixo, Mister Bolsonaro se arrisca à uma ultima cartada tentando dar potencial para seu governo repleto de atropelos e atos grotescos de todos os tipos.

####
Uma vez sabido que o MDB é o partido mais promíscuo de que se tem notícia neste Brasil, que não espere Bolsonaro conseguir nada de graça desta falange política. A não ser que negocie espaços por cargos em seu governo, o qual este partido sempre teve apetite desde priscas épocas. O MDB sempre governou o país, mesmo sem estar à frente do Governo.
##########
Do DEM, o qual espera cooptar para aprovar projetos de objetivos nefastos no Congresso, fechando os olhos para a ética, também não irá conseguir muita coisa, a não ser através de propinas ou jogos de chantagens e extorsões. Uma coisa é certa: a chamada para o diálogo com aqueles a quem combatia com insultos e palavras de ordem, tanto corrompe o discurso de mister Bolsonaro junto ao seu séquito como abala seu crédito junto à opinião pública.
##########
Lá em outrora, antes deste governo assumir-se como mandante das coisas funcionais do país, este escriba já falava que não iria conseguir governar se não se benzesse para o Congresso. Mister Bolsonaro se debateu como pôde até agora dizendo que nunca ia ter conversa com a corrupção. Mas no final da comédia viu-se obrigado a arreganhar a bunda in honoris causa para o Congresso no intuito de socorrer tanto a si mesmo como ao seu desgoverno.
##########
Como jornalista, sou contrário à censura. Contudo, nesta semana fui obrigado a bloquear um cidadão que resolveu adentrar meu Facebook para agredir minha honra e minha moral. Contrariar ideias é uma coisa, atacar e ofender de forma pessoal é outra. Confesso que na hora meu instinto animal pareceu se expressar mais alto que meu estado racional. Até pensei em procura-lo no mesmo instante para encher-lhe o traseiro de pontapés. Mas, estando sempre conforme o código de proteção aos animais, lógico que também sou contrário a bater em cachorros. Por isso preferi apenas excluí-lo para sempre de meu Facebook.
##########
A ignorância não é só apenas falta de cultura e conhecimentos sobre assuntos diversos. A ignorância também pode ser uma forma rude ou rústica de tratar pessoas ou coisas. O ignorante tem por hábito estabelecer critérios que procuram desqualificar o conceito alheio em prol de sua total falta de argumentos. O ignorante também costuma partir para a ofensa pessoal quando não absorvem suas tendências políticas ou filosofias de vida expostas no painel dos debates. Num bom debate quem se ataca são as ideias. As pessoas não devem se agredir.

(*) Fábio Marques é jornalista em Guajará-Mirim (RO)

Facebook Comments