Governadores da Amazônia cobram habilitação de leitos e retorno do auxílio

Em carta, os governadores que integram o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal (CAL) pediram a retomada imediata da habilitação de leitos para a Covid-19 do Sistema Único de Saúde (SUS). Eles também pediram a retomada imediata do auxílio emergencial (veja a carta no fim desta reportagem).

O documento foi assinado no domingo (7) por governadores de 9 estados: Waldez Góes (AP), Flávio Dino (MA), Gladson Lima (AC), Wilson Lima (AM), Mauro Mendes (MT), Helder Barbalho (PA), Marcos Rocha (RO), Antônio Denarium (RR) e Mauro Carlesse (TO).

De acordo com o consórcio, com base no levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), no pico da pandemia em 2020, o SUS chegou a ter mais de 23 mil leitos habilitados nesses estados, mas agora são pouco mais de 3 mil.

“Enfatizamos que, neste momento, é vital a retomada da habilitação de leitos no âmbito do SUS, sob pena de se agudizar o problema do subfinanciamento em meses decisivos no enfrentamento à pandemia”, descreve a carta.

Os gestores pediram também na carta a retomada do auxílio emergencial, que foi encerrado em janeiro pelo governo federal.

Eles alegam, no entanto, que a pandemia continua afetando o país e “gera múltiplos efeitos econômicos e sociais, demandando medidas compensatórias para as famílias”.

A Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto afirmou que a demanda dos governadores deveria ser encaminhada aos ministérios da Saúde e da Cidadania. Os ministérios da Economia, da Cidadania e da Saúde ainda não comentaram.

Confira abaixo a carta do consórcio:
Governadores da Amazônia Legal cobram habilitação de leitos da Covid-19 e retorno de auxílio emergencial — Foto: Twitter/Reprodução

Fonte: G1

Facebook Comments