Com o encerramento do 1º Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança e Controle das Fronteiras nesta sexta-feira, 27, em Rio Branco, os 20 chefes dos executivos estaduais presentes de todas as regiões do país – liderados pelo anfitrião Tião Viana – assinaram a Carta do Acre, documento que pactua uma união institucional urgente necessária pela segurança pública no país.
A Carta do Acre é uma proposta de união de esforços em defesa da vida e da integridade física da população brasileira – em especial, para a juventude – ameaçada pelas drogas, violência e o narcotráfico.

Embora o presidente Michel Temer tenha cancelado a participação no evento, por conta de seu estado de saúde, cerca de 250 autoridades estão presentes. O governador Tião Viana é o proponente da força-tarefa e também anfitrião do encontro. Além dele, participam Confúcio Moura e Daniel Pereira (governador e vice de Rondônia), Simão Jatene (governador do Pará), Papaléo Paes (vice-governador do Amapá), Amazonino Mendes (governador do Amazonas), Suely Campos (governadora de Roraima) e Marcelo de Miranda (governador de Tocantins).

Da região Centro-Oeste participam Pedro Taques (governador do Mato Grosso), Reinaldo Azambuja (governador de Mato Grosso do Sul), Marconi Perillo (g0vernador de Goiás) e Rodrigo Rollemberg (governador do Distrito Federal). Da Região Nordeste, Wellington Dias (Piauí), Camilo Santana (Ceará), Robinson Faria (Rio Grande do Norte), Ana Lígia Costa Feliciano (vice-governadora da Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco) e Jackson Barreto (Sergipe).

Já da Região Sudeste participam Fernando Pimentel (Minas Gerais), Luiz Fernando Pezão (Rio de Janeiro), Geraldo Alckmin (São Paulo) e André de Albuquerque Garcia (Espírito Santo). Da Região Sul, Raimundo Colombo (Santa Catarina) e tenente-coronel César Augusto Pereira da Silva (Rio Grande do Sul).

Facebook Comments