O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, em entrevista à emissora de TV local destacou que Estado conquistou, através de um trabalho alinhado, uma situação financeira positiva, saindo de R$ 8,2 bilhões de orçamento em 2019 para R$ 8,5 bilhões neste ano.

Os esforços também concentram-se em fomentar no Estado a geração de empregos e renda. A expectativa é que Rondônia, que ocupa a capacidade B de pagamento, alcance a melhor marca, chegando a A na classificação da capacidade de pagamento (Capag) da Secretaria do Tesouro Nacional. A solidez fiscal do Estado torna-o mais atrativo para investidores.

Outro grande destaque dos avanços que Rondônia deve conquistar é a construção do novo Hospital de Urgência e Emergência, o Heuro. A ideia de construir um hospital em substituição ao João Paulo II, segundo o governador, nasceu do desejo de humanizar o atendimento à população. No ano passado, convênios com a rede particular resolveu um grande anseio da população, os pacientes já não ficam no chão e nos corredores do JPII.

Ainda nesse mesmo eixo, o governador destacou que o governo federal atendeu ao pedido de Rondônia e destinou R$ 100 milhões para a pasta da Saúde. O pedido foi feito pelo governador ao presidente Jair Bolsonaro, e ainda ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, com a presença das deputadas federais Mariana Carvalho, Silvia Cristina e Jaqueline Cassol, que reforçaram a necessidade do Estado receber recurso para a saúde.

As estradas estaduais é outra demanda que receberá uma atenção em especial em 2020. O governador Marcos Rocha explicou que o orçamento deficitário deixado em 2019 limitaram as ações. Mesmo assim, o Departamento de Estradas e Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) realizou a manutenção com composto de solo e cimento, pois faltava massa asfáltica.

Para este ano, com o orçamento positivo, a missão é ter frentes de trabalho nas estradas de todo o Estado, nas ROs que são de competência do governo. Segundo o governador, haverá frentes de trabalho executadas diretamente pelo DER, e outros lotes serão executados de forma terceirizada através de empresas contratadas por licitação. Ele também destacou que o governo também fará parcerias com as prefeituras para manutenção das vias de competência dos municípios, como no caso da Estrada do Belmont.

O salto na pontuação do Enem pelos alunos da rede pública estadual é outro feito do governo que investiu em aulões, distribuição de apostilas e conteúdos digitais para oferecer condições dos alunos alcançarem um desempenho melhor no exame nacional. Saindo de uma média de 445 para uma condição onde os estudantes tem pontuado mais 900 pontos na avaliação.

‘‘Tratem o Estado com amor’’, pediu o governador de Rondônia ao encerrar a participação na emissora local

Fonte: Secom

Facebook Comments