Na reunião desta terça-feira (27) da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de Rondônia, o deputado estadual Geraldo da Rondônia (PSC) foi afastado. O parlamentar sofre uma ação por quebra de decoro parlamentar proposta pelo Diretório Regional do Pros, após sucessivos escândalos em Porto Velho e Ariquemes. Mas uma dúvida foi suscitada e não resolvida pela comissão: quem substitui Geraldo da Rondônia.

O deputado Edson Martins (MDB), relator do caso Lebrão, entende que a vaga pertence ao suplente indicado pela minoria, deputado Luizinho Goebel (PV). Mas o bloco precisará apresentar seu nome para integra-lo à comissão, o que na prática retarda ainda mais o andamento dos trabalhos de investigação. Uma outra dúvida é em relação ao deputado Alan Queiroz (PSDB), que também é suplente. O problema é que o próprio Alan nem sabia o que estava acontecendo quando questionado sobre a vaga. “Ainda não tô sabendo”, disse ele.

Na verdade, a Comissão de Ética afastou Geraldo e não definiu o substituto. A escolha não deve acontecer antes do dia 11 de maio, próxima reunião marcada pela comissão.

Fonte: Rondoniagora

Facebook Comments