Garimpeiros ilegais fazem ameaças a quem fotografa as atividades deles no rio Madeira

 

Fotos e texto Marcelo Gladson

 

GARI1A nossa equipe de reportagem flagrou turista do Sul sendo hostilizados por garimpeiros que estavam em uma draga ancorada às margens direita do rio Madeira, bem próximo e a empresa Fogás, quando transitavam pela recém inaugurada Ponte, que liga Porto Velho, a cidade de Humaita/AM. O motivo do insulto seria porque os turistas estavam fazendo fotos do rio Madeira. Até a nossa equipe de reportagem também sofreu agressões verbais desse grupo de garimpeiros.

 

GARI2Segundo o senhor Anselmo Schmitt, ele foi reprimido por garimpeiros com palavrões e insultos quando resolveu fazer em cima da ponte, fotos das margens do rio. “Eu fiquei encantado com a paisagem daqui de cima, e resolvi registrar esse momento. Minha sorte e que estou aqui em cima da ponte e meu carro está na margem esquerda do rio”, disse Schmitt.

O motivo das agressões, segundo João Batista, morador do bairro Balsa, foi operações realizada recentemente pela Policia Federal, que resultou em apreensões de algumas dragas, ouro e a detenção de alguns garimpeiros. “Acho que eles imaginam que fazendo fotos do rio a onde mostra as dragas, vão fazer exposição deles e chamarem atenção da policia”, relata Batista.

Facebook Comments