Movimento no Centro de Tratamento de Encomendas dos Correios, em Benfica

Os funcionários dos Correios do Brasil inteiro aprovaram a continuidade da paralisação dos serviços da empresa, que teve início há uma semana. A decisão foi tomada após assembleias virtuais organizadas por sindicatos do setor. Os colaboradores mantiveram a greve com o intuito de pressionar a liderança da companhia pela manutenção de cláusulas do acordo coletivo da categoria. As informações são da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) e foram divulgadas no último sábado (22).

Os Correios informaram que a Findect configura 50% do efetivo nacional e 60% do fluxo postal nacional. A Federação inclui sindicatos de São Paulo, Rio de Janeiro, Bauru, Tocantins e Maranhão. O total de trabalhadores  que aprovaram a permanência da greve no sindicato de São Paulo foi de 1.812, outros dois preferiram se abster e outros quatro votaram pela não continuidade do movimento.

A continuação da paralisação se deu após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir, em julgamento no plenário virtual, que foi encerrado na última sexta-feira (21), que iria manter a suspensão do acordo coletivo dos trabalhadores dos Correios.

Fonte: Valor Econômico

 

Facebook Comments