O empresário Eduardo Chramosta, 37 anos, morreu por volta das 10h na manhã deste domingo (21) em acidente na BR-262 , no município de Terenos, a 25 quilômetros de Campo Grande. A caminhonete onde ele estava teria capotado.

O pai da vítima, o economista Paulo Pavel Chramosta, é dono do frigorífico Buriti Comércio de Carnes, de Aquidauana, citado na delação da empresa JBS por envolvimento em esquema de propina na Operação Lava Jato.

O acidente aconteceu no KM 416 da rodovia e ele estava sozinho. O veículo em que Eduardo estava, uma Hilux preta com placas de Aquidauana, ficou completamente destruído. A Polícia Rodoviária Federal, que atendeu a ocorrência, mas a corporação não detalhou as circunstâncias do acidente, nem se havia outros veículos envolvidos.

Eduardo foi candidato ao cargo de vereador pelo municípío de Anastácio em 2012, pelo PSDB, nas eleições de 2012.

O frigorífico Buriti está sendo alvo das investigações da Operação Lava-Jato depois que delação premiada dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, sócios-proprietários da JBS, denunciou a emissão de notas falsas por empresas de Mato Grosso do Sul.

O esquema, anunciado nesta semana, caiu como uma bomba no meio político e empresarial. O frigorífico Buriti teria emitido R$ 12,9 milhões de notas frias pela compra de gado ou carne bovina para justificar o pagamento de propina em troca de incentivos fiscais.

Fonte: Diário da Midia

Facebook Comments