Filho contratou bandidos por R$ 20 mil para assassinar o próprio pai comerciante em Porto Velho

0
14

Policiais das Delegacias Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) e Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai) conduziram nesta quarta-feira (29), um adolescente de 16 anos, suspeito de planejar a execução do próprio pai, o comerciante Jucelino Fontele Magalhães, de 46 anos..

O crime aconteceu  no último dia 10 deste mês, dentro de um estabelecimento comercial localizado na Rua Aruba, bairro Socialista. A vítima foi executada com um tiro na região da cabeça. O filho do comerciante, principal suspeito de ser o mandante do homicídio, foi localizado em uma vila de apartamentos na zona Leste de Porto Velho.

Segundo informações, o filho do comerciante contratou uma dupla de assassinos para simular um roubo ao estabelecimento comercial e executar o próprio pai pela quantia de R$ 20.000 (vinte mil reais).

A dupla chegou ao local em uma motocicleta, anunciou o assalto e efetuou disparo de arma de fogo contra o comerciante. O condutor da motocicleta no dia dos fatos, Antônio Edson Oliveira Ferreira, vulgo “Pio”, também foi preso localizado em uma residência na Rua Janaúba, bairro Aeroclube, zona Sul da Capital. O veículo tipo motocicleta, modelo Factor,  utilizada no dia do crime foi apreendida.

Em entrevista à imprensa, a delegada Leisaloma Carvalho, disse que a vítima começou a desconfiar que estava faltando dinheiro em caixa e decidiu tirar a responsabilidade do menor de ficar no caixa. “O adolescente confessou (para a delegada) que desviava dinheiro do caixa, e até da conta do pai, e ao perceber que não ia mais ter acesso, ele decidiu arquitetar a morte do comerciante”, detalhou a delegada.

Antes de morrer, a vítima teria ficado sabendo que seu filho estava arquitetando sua morte e o chamou para conversar. “Durante a conversa, Jucelino perguntou para o filho se ele estava encomendando sua morte e o questionou o porquê dizendo para o filho que tudo o que ele tinha era do adolescente, mas o adolescente ficou calado. Mesmo assim, ele não desistiu de mandar matar o pai por causa de dinheiro”, disse Leisaloma.

Ainda de acordo com a delegada, depois de cometerem o crime, os bandidos começaram a cobrar do adolescente o dinheiro que eles iriam receber pela morte do comerciante.

“Eles conseguiram descobrir o número do telefone do comércio e passaram a ligar cobrando a dívida e chegaram a falar com a mãe do menor infrator”, disse

Foi descoberto ainda que o adolescente estava atrás de outros criminosos para matar os executores do seu pai, mas dessa vez ele iria pagar uma quantia inferior a R$ 20 mil. De acordo com a Polícia, o autor do disparo contra o comerciante já foi identificado e está sendo procurado.

Fonte: MaisRO com informações da PC-RO

Facebook Comments