A Prefeitura de Porto Velho alerta tanto aos feirantes quanto aos frequentadores (clientes) que atentem para o cumprimento das regras estabelecidas para o bom funcionamento das feiras livres, como forma de evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19) e ao mesmo tempo garantir produtos de qualidade, já que a principal preocupação do prefeito Hildon Chaves nesse momento é com a saúde da população.

“A orientação que nos foi passada antes de sair o decreto de calamidade do estado, era de que mantivéssemos as feiras, desde que atendidos os protocolos sanitários. Então, fizemos uma portaria passando a todos, os protocolos sanitários quanto ao tamanho de bancas, distância entre as bancas, limpeza de produtos, higiene pessoal, uso de máscara e luva e não manipular alimentos para consumo no local. Esses critérios foram observados para que haja o cuidado sanitário e a continuidade das feiras”, explica o diretor do Departamento de Postura, Rainey Viana.

RESTRIÇÕES

Fica proibido portanto, além do consumo de alimentos no local, a venda de confecções, de utensílios domésticas, calçados e todos os produtos que não são considerados de primeira necessidade nesse momento. Os demais, a exemplo de frutas, verduras, hortifrutis, peixes, frangos e carnes, tudo que é de primeira necessidade, sendo atendidas as normas técnicas e sanitárias para que os feirantes continuem trabalhando, podem ser comercializados.

“Os peixes não estão sendo tratados no local. Somente está autorizada a venda dos peixes sem as vísceras, mas o feirante pode ticar no momento ou cortar no tamanho que o cliente deseja. As carnes estão em ambientes fechados e refrigerados. Com relação aos frangos caipiras, eles já devem estar limpos, devem ser abatidos em casa e embalados antes de serem colocados à venda”, acrescenta Viana.

BANCAS

Além dos cuidados já mencionados, a Prefeitura está observando e atendendo rigorosamente o distanciamento entre as bancas e a largura dos corredores, com no mínimo dois metros para deixar o ambiente mais arejado. Por sua vez, os expositores usam máscara e disponibilizam produtos para os clientes higienizarem as mãos, como álcool em gel e água e sabão em abundância.

“A feira está funcionando adequadamente. O secretário da Semusb, Wellen Prestes, juntamente com o prefeito Hildon Chaves e o secretário da Semagric, Luiz Cláudio, têm acompanhado de perto e garantido o escoamento da produção tanto dos produtores locais quanto dos produtos que chegam de fora, garantindo o abastecimento a população de Porto Velho”, pontuou Rainey Viana.

Veja a portaria na íntegra: Link

Fonte: Assessoria

Facebook Comments