Foto ilustrativa de internet

Foto ilustrativa de internet
Foto ilustrativa de internet

A fronteira entre Ponta Porã BR e Pedro Juan Caballero PY, busca há tempos alternativas para consolidar a economia com independência do chamado turismo de compras. Nos últimos anos o aumento na oferta de cursos nos dois lados da fronteira, em especial o de medicina, este no lado paraguaio vem fermentando a economia local e aquecendo consideravelmente nos dois municípios. Desta forma, para muitos especialistas a fronteira vem se transformando em um polo universitário com a presença de dezenas de universidades públicas e privadas que a cada ano atrai estudantes de diferentes estados do Brasil e do Paraguai, alterando de forma significativa o perfil econômico das duas cidades. Com a alta do dólar, o tão sonhado polo universitário que hoje é realidade vem contribuindo para impulsionar a economia, gerando emprego e renda em setores de serviços diversificados com destaques para rede de gastronomia, comércio e o fortalecimento do setor imobiliário.

Este fenômeno permitiu o aquecimento nas vendas no comércio que agora tem estabilidade e pode planejar suas vendas baseado no fluxo de pessoas que estão aqui frequentando as faculdades de medicina, como também seus familiares que sempre aproveitam as viagens de visitas e acabam indo às compras, sendo uma solução louvável, em virtude da queda de turistas na fronteira pelo aumento do dólar que chegou a R$3,75 e que atualmente tem sua cotação em média de R$ 3.30. “A cidade de Pedro Juan Caballero conta hoje com sete faculdades de medicina sendo a Universidad Central Del Paraguai a que mais vem se destacando, considerada por alguns acadêmicos como A MELHOR FACULDADE DE MEDICINA DO PARAGUAI pois conta com uma malha curricular semelhante a de algumas universidades brasileiras e preço varia entre 700 a 800 em Media. A faculdade de medicina da UCP está em fase de aperfeiçoamento de sua estrutura física e acadêmica, contando com modernos laboratórios como centro de estudos de microbiologia, histologia, anatomia de última geração, parasitologia, bibliotecas física e virtual, centro de pesquisas com computadores de primeiro nível, melhorando mais a qualidade de ensino da instituição. A UCP também faz convalidações de matérias de profissionais da área branca como odonto, enfermeiro, fisioterapeuta, biomédico e Bioquímico e Farmacêutico.

NA BOLÍVIA

O Ministério da Educação da Bolívia autorizou a Universidad Técnica Privada Cosmos (Unitepc) a se instalar em Puerto Evo Morales para oferecer cursos de medicina, odontologia, veterinária e enfermagem. Mais de 25 mil brasileiros estudam atualmente em universidades particulares da Bolívia. A Unitecp abriu inscrições gratuitas no Brasil para 250 vagas e 960 pessoas, apenas do Acre, já se inscreveram, todas seduzidas pela ausência de vestibular e pelo valor mensal dos cursos de medicina (R$ 750,00), odontologia (R$ 500,00), veterinária (R$ 500,00) e enfermagem (R$ 250,00). A mensalidade na Uninorte, única faculdade privada que oferece curso de medicina além da Universidade Federal do Acre, custa R$ 7.790,00.

Puerto Evo Morales (veja) é um povoado localizado na margem direita do Igarapé Rapirrã, em território boliviano, no Departamento de Pando, ligado ao município de Plácido de Castro (AC), a 97 quilômetros de Rio Branco, a capital do Acre, por uma precária ponte de madeira de 18 metros de extensão.

Facebook Comments