Expedito Júnior x Marcos Rocha: a direita contra a extrema direita

0
1130
Rondônia foi surpreendida com a votação relâmpago em prol de Marcos Rocha


PORTO VELHO- A esquerda perdeu em Rondônia, como em boa parte do País, com exceção do Nordeste. Os candidatos da esquerda, Pimenta de Rondônia (PSOL), Vinícius Miguel (Rede) e Pedro Nazareno (PSTU), sucumbiram à tendência de uma guinada à direita, com possibilidades de marcharmos para uma extrema direita. Quem manda é o freguês, o eleitor.

Expedito Júnior (PSDB) que já acenou apoio à Bolsonaro é de centro direita, mais afinado com Fernando Henrique Cardoso. Já o candidato do partido de Bolsonaro em Rondônia, coronel Marcos Rocha (PSL) tende para o extremismo com viés fascista, como o seu candidato à presidência.

Todo extremismo é perigoso porque não leva em consideração o respeito às instituições, o que pode levar até ao totalitarismo, mais conhecido como ditadura. Não é o caso de Rondônia, claro, mas os discursos de Marcos Rocha, principalmente após passar para o segundo turno, se tornaram mais ácidos, anunciando que ele vai seguir a cartilha militar. Não é bom porque Rondônia é um estado com muitos contrastes. Enquanto existe uma elite oriunda do agronegócio,  existe uma parcela pobre que precisa de programas sociais para sobreviver. E no programa de governo da extrema direita, programas sociais é artigo de luxo. Marcos Rocha já acenou para o agronegócio e contra o meio ambiente.

Por outro lado, Expedito Júnior também acenou para o agronegócio, mas ele não esqueceu da agricultura familiar e da preservação do meio ambiente. Expedito é a favor de uma agricultura sustentável, com ênfase ao bem estar da população. Para o tucano, há como conciliar desenvolvimento econômico e com proteção do meio ambiente.

Apoios e conchavos

Em se tratando de apoios para o segundo turno, o candidato tucano afirmou que não vai fazer acordo com partidos políticos. Segundo fontes, Expedito Júnior contará por enquanto, apenas com a força do senador eleito, Marcos Rogério (DEM). Já o candidato do Bolsonaro fechou apoio com velhas raposas como Acir Gurgacz (preso em Cascavel), Neodi Carlos (Operação Termópilas), Nilton Capixaba (Operação Sanguessuga) e muitos outros. Ele nega, mas há vídeos que comprovam esses estranhos apoios.

 

 

Facebook Comments