Expedito Junior firma compromisso para rever PCCS de todas categorias

0
114
Foto Marcelo Gladson


Além do PCCS, serão nomeados secretários das próprias pastas e metade dos cargos comissionados ocupado por servidores concursados

A revisão dos Planos de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) das diversas categorias que compõem o quadro de servidores do Estado tornou-se um dos compromissos firmados pelo candidato a governador pela coligação “Rondônia, esperança de um novo tempo”, Expedito Junior. Na maioria absoluta das reuniões com servidores, invariavelmente este pedido esteve entre as principais reivindicações.

Ao longo da campanha, na medida em que discutia com cada categoria sobre seus anseios e expectativas, Expedito foi assumindo o compromisso de rever o PCCS. Foi assim até determinado ponto em que as pautas convergiam sempre para esse mesmo assunto, tornando-se um diálogo quase que monotemático.

Consciente, portanto, que se trata efetivamente da maior aspiração dos servidores, Expedito Junior decidiu formalizar um compromisso com todas as categorias para, ao longo dos próximos quatro anos, fazer a revisão de cada um deles.

“Temos que buscar uma solução. Este é um assunto que sempre foi postergado e empurrado pra debaixo do tapete pelas sucessivas gestões passadas. Uma hora alguém teria que encarar, precisamos buscar alternativas e vamos construir isso conjuntamente, com cada categoria, é claro sempre com muita responsabilidade, sem comprometer o equilíbrio fiscal”, disse Expedito. O PCCS, é um instrumento que permite ao servidor vislumbrar sua trajetória salarial e perspectiva de carreira.

Além do PCCS, Expedito Junior se comprometeu ainda nomear servidores concursados estatutários, para ocupar pelo menos metade dos cargos de chefia, além de indicar para secretários titulares da maioria das pastas servidores escolhidos entre a própria categoria.

“Ao longo dos anos temos assistido todos candidatos, e governadores depois de eleitos, falarem em valorização do servidor. É um recurso de retórica que soa tão falso quanto uma nota de R$ 3. Valorização mesmo é isso, é por o dedo na ferida. Revisão dos PCCS, ocupação de cargos comissionados por servidores efetivos e indicação de servidores para ocupar titularidade de cargos, evitando as indicações políticas, dão sentido a palavra valorização. E é isso que vamos fazer”, comprometeu-se Expedito Junior.

Facebook Comments