Executiva estadual resolve em parte, acatar determinação da nacional

0
538
Padre Ton pode fazer campanha normalmente


 

RESOLUÇÃO APROVADA PELA CONVENÇAO ESTADUAL DO PT RONDONIA 05.08.2018. “Cumprir a Resolução sobre tática eleitoral da Comissão Executiva Nacional “que determina a aliança com o bloco de esquerda, formado por PCdoB e PSOl, garantindo a candidatura ao Senado ao PT” , não sendo possível a realização dessa aliança a executiva estadual aprovou por oito votos e três abstenções a aliança com o bloco do PDT.

 

“No inicio da Convenção Padre Ton leu dois documentos, a Resolução da Nacional e uma carta convite do Acir pra coligarmos com eles.

Depois foi lida uma resolução do PT Estadual sobre, num primeiro momento, cumprir a determinação da Nacional e, num “segundo momento”, se não der certo a coligação com o PC do B e PSOL irmos pro palanque do Acir.

O problema é que a maior parte da Executiva não mostra o mínimo interesse em viabilizar o “primeiro momento”; ou seja, não querem viabilizar a coligação de esquerda.

A estratégia é clara: viabilizar o “segundo momento”, que é se aliar com Acir, Cassol, Capixaba, Garçom & Cia.

A estratégia da Executiva é, salvo melhor juízo, suicida, pois estão descumprindo a Resolução da Nacional, primeiro ao não garantir a vaga pro Senado e segundo ao querer coligar com partidos não autorizados.

O resultado tende a ser igual ao de 2014, quando o Padre Ton insistiu até o último momento em sair ao Senado, descumprindo determinação da Nacional. Houve uma intervenção, o que nos obrigou a sair sozinhos porque os outros partidos já tinham se definido por outras coligações.

PERSPECTIVA? A Executiva estadual vai, num primeiro momento, impor a coligação com Acir, com vários candidatos proporcionais desistindo; num segundo momento a Nacional vai intervir e obrigar a cumprir a determinação, aí seremos obrigados, como em 2014, a sair sozinhos. Tem gente que não aprende a lição e continua querendo dar uma de experto, é o velho “se colar colou”.

Fonte: Itamar Ferreira

Facebook Comments