A Justiça da Califórnia, nos Estados Unidos, condenou à prisão perpétua o ex-policial Joseph James DeAngelo, de 74 anos, por 13 assassinatos e 13 estupros. Conhecido como “Assassino de Golden State”, ele cometeu os crimes nas décadas de 1970 e 1980.

Segundo a agência Associated Press, o criminoso disse que “sente muito, de verdade” pelos crimes cometidos. Ele admitiu que cometeu outras dezenas de atos de abuso sexual, mas todos esses outros casos prescreveram.

O juiz Michael Bowman condenou DeAngelo sem possibilidade de liberdade condicional, conforme estabelecido em um acordo de junho com a promotoria, no qual DeAngelo concordou em se declarar culpado pelos crimes. Assim, ele evitou a pena de morte.

‘Assassino do Golden State’

DeAngelo, um ex-policial e veterano de guerra de 74 anos, vestido com uma camiseta branca sobre seu macacão laranja da prisão e o rosto coberto por uma máscara, manteve uma expressão neutra enquanto ouvia sua história de terror nas vozes dos que foram afetados.

“Sinto muito por todos que magoei”, disse o réu antes de ouvir a sentença.

Ele foi preso em 2018, depois que investigadores compararam DNA coletado na cena de um crime com perfis disponíveis em sites que analisam amostras genéticas de pessoas que querem descobrir sua ancestralidade.

Fonte: G1

Facebook Comments