O ex-presidente da Bolívia Evo Morales defendeu no domingo (12) um pedido que fizera para a formação de grupos armados, em uma gravação que foi divulgada em uma rádio pública.

Morales, que está exilado na Argentina, confirmou ser sua a voz que pedia pela criação de milícias armadas na Bolívia “como as da Venezuela”.

Ele afirmou que as pessoas têm o direito a se defender se o novo governo atacá-las, acrescentando que não se referiu a portar armas, mas sim a grupos de defesa dos cidadãos que sempre existiram.

Ele afirmou que as pessoas têm o direito a se defender se o novo governo atacá-las, acrescentando que não se referiu a portar armas, mas sim a grupos de defesa dos cidadãos que sempre existiram.

Fonte: G1

Facebook Comments