Depois de faturarem o Brasileiro de Robótica Estrutural em maio, voltaram do Mundial nos EUA na última segunda com as medalhas na bagagem

Em uma maratona de quatro dias envolvendo estudantes de 24 países, dois brasileirinhos foram o destaque na 19ª edição do K*Bot World Championship realizado em Las Vegas, Estados Unidos, que terminou no último final de semana.

À esquerda, o campeão Luca Marianetti, de São Paulo.
À direita, Grégory Ribeiro dos Santos, de Diadema

Depois de faturar o Campeonato Brasileiro de Robótica Estrutural em maio, Luca Marianetti, de 10 anos (5º ano), estudante da Robótica da Franquia Jovem Engenheiro no Colégio Miguel de Cervantes (São Paulo), venceu na categoria “4 rodas com motor”, desbancando o americano multi-campeão Christian Verzilli.

O estudante Grégory Ribeiro dos Santos (12), aluno da Jovem Engenheiro e estudante do 8º ano do Colégio Carlos Drummond de Andrade, de Diadema, levou a medalha de bronze em outras duas categorias.

Brasileiro de Robótica
Em maio, a Jovem Engenheiro promoveu o Campeonato Brasileiro de Robótica Estrutural em São Paulo. A Fase final reuniu 26 alunos, que passaram por um funil envolvendo mais de 2000 alunos. Gregory e Luca foram campeões e se credenciaram para o torneio mundial, em Las Vegas.

Mundial tem 19 anos de história
Criado em 1998, o campeonato mundial de robótica é destinado a crianças entre 7 e 16 anos que competem entre si em quatro categorias distintas, chamadas divisões, cujos desafios estão baseados em design e engenharia. Esta é a primeira vez que a Jovem Engenheiro leva representantes para o mundial e o diretor da empresa, Roberto Piovesan, não esconde a satisfação com os resultados. “Estamos muito felizes com o destaque dos nossos garotos. O alcance destas importantes posições vem ratificar que estamos no caminho certo e que o ensino da robótica no Brasil está equiparado com o que há de mais moderno no mundo. Esta é uma conquista dos nossos alunos, que se esforçaram para chegar onde chegaram”, diz.

Sobre a Jovem Engenheiro
Presente há 15 anos no mercado educacional brasileiro, a empresa busca suprir lacunas no ensino de cursos extracurriculares na área de tecnologia, como Robótica Estrutural, Desenho e Impressão 3D, Animação e Games. Seu principal objetivo é fazer com que o aluno se familiarize com a tecnologia do dia a dia, sempre propondo problemas e incentivando a pesquisa de soluções. Desde o ano passado, a empresa vem trabalhando no sistema de franquias, oferecendo total apoio ao franqueado e previsão de retorno do investimento em até 24 meses.

Fonte:Oswaldo Quartim Barbosa (Mtb 35.862)/QComm Comunicação Integrada

Facebook Comments