Esqueceu de pagar o IPVA? Entenda as consequências de atrasar e como pagar a dívida

0
2

O início de 2022 está próximo, e com ele chegam algumas contas extras que
precisam ser pagas para manter a situação em dia. Uma das taxas extras cobradas
nesse período é o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).
Se você não se planejou e está com o IPVA atrasado, vamos te explicar como
saldar a dívida.

Quitar dívida veicular é importante para manter o carro em situação regular e evitar
qualquer tipo de penalização. Caso você esteja com o IPVA atrasado, é importante
entender como você pode pagar o imposto, quais são os juros cobrados pelo atraso
e as consequências de não pagar o tributo.

De quem é a responsabilidade pela cobrança do IPVA? Há
multa e juros por atraso no pagamento?

Segundo a Constituição Federal de 1988, o IPVA é um imposto que deve ser
cobrado pelos estados, sendo de responsabilidade do Detran (Departamento
Estadual de Trânsito).

Por isso, para saber quais são as condições oferecidas para o pagamento do IPVA
com atraso, entre em contato com o Detran de seu estado para entender as
possibilidades de parcelamento e desconto da dívida.

O que não muda em todo país são a multa e os juros mensais aplicados pelo atraso
no pagamento. A multa acumula por dia de atraso até chegar ao limite de 20% do
valor do imposto. E os juros mensais cobrados são equivalentes à taxa Selic ou a
1%, levando em conta o que for maior.

Quais são as consequências de atrasar o pagamento do IPVA?

As primeiras consequências do atraso no pagamento do imposto são a multa e os
juros cobrados pelo atraso. Logo, quanto mais tempo você demorar para quitar o
IPVA atrasado, maior será o valor da dívida.

Mas, não para por aí! Existem algumas consequências mais graves geradas pelo
atraso no pagamento do IPVA. Confira quais são elas abaixo.
Impossibilita o licenciamento anual

Além do IPVA, o motorista precisa pagar a taxa de licenciamento anual. Essa taxa
cobra a necessidade de vistorias (exigida em muitos estados) e da emissão do
documento do ano vigente. Porém, para que o licenciamento seja realizado, o
veículo precisa estar com as contas em dia.

Por isso, o IPVA atrasado impossibilita a realização do licenciamento anual — e isso
pode gerar um grande problema! Isso, porque existe prazo para a realização do
licenciamento e, caso ele não seja feito, o veículo passa a ser considerado irregular
e pode ser apreendido.

Aumento da dívida do veículo

caso da apreensão do veículo em uma blitz, por exemplo, o motorista fica na
dependência não só de pagar o IPVA atrasado, mas também de arcar com todos os
outros custos.

Ou seja, é preciso pagar o licenciamento anual, as multas do veículo e as taxas de
retirada do veículo do pátio do Detran, o que aumenta consideravelmente a dívida.

Inscrição na dívida ativa

consequência de atrasar o pagamento do IPVA é a inscrição do nome do
proprietário do veículo na dívida ativa de seu estado. Isso o impossibilita a prestar
concursos públicos, obter crédito ou financiamentos, entre outros benefícios.
Como pagar o IPVA atrasado?

Para pagar o IPVA atrasado, você precisa entrar no site do Detran do seu estado e
consultar as pendências do veículo através do número do Renavam e da placa do
automóvel.

Dessa forma, você consegue emitir um boleto para pagamento do IPVA com o valor
atualizado (acrescido de juros e multa). Como falamos no início, as condições de
pagamento dependem de estado para estado. Há locais em que é possível quitar o
débito em cota única, já em outros é preciso parcelar o pagamento.

Se você atrasou o IPVA em anos anteriores e ainda não regularizou a situação, é
preciso entrar em contato com a Secretaria Estadual de Fazenda do seu estado
para saber como fazer o pagamento da dívida. Na maioria das vezes, o valor pode
ser renegociado, sendo parcelado e com boleto emitido pela internet.

Agora não tem mais desculpa! Quem atrasou o IPVA 2021 sabe o caminho para
colocar o pagamento em dia e entrar o próximo ano com o veículo regularizado.