Enchente súbita atinge oito bairros de Ji-Paraná (RO)

Em decorrência das chuvas registradas nos últimos dias no centro-sul de Rondônia, o nível do rio Machado subiu vertiginosamente ao longo desta segunda-feira (24) em Ji-Paraná, no centro do estado.
O nível do rio superou a cota de alerta para enchente com permanência de 5% às 14h45min (local) de domingo (23) superando os 10,03 metros.
Às 21 horas desta segunda-feira, o nível já havia alcançado 10,71 metros, onde a Defesa Civil havia confirmado alagamentos em pelo menos oito bairros da cidade. Alguns moradores já haviam saído de suas casas por questões de segurança.
O rio Machado responde rapidamente o regime de chuvas que cai em seus principais afluentes. Os rios Pimenta Bueno e Barão de Melgaço, em Pimenta Bueno; O rio Anta Atirada, em Rolim de Moura; O rio Pirarara, em Cacoal; E o rio Urupá, no município de mesmo nome.
Nas últimas 72 horas houve registro de precipitação acumulativa, acima de 70 milímetros, em praticamente todas as cabeceiras destes rios maiores, o que refletiu imediatamente o nível do Machado.
No município de Pimenta Bueno, por exemplo, o encontro dos rios Pimenta e Melgaço inundou casas próximas.
A maior enchente de que se tem registro em Ji-Paraná foi em janeiro de 1985, quando o nível máximo chegou a 11,55 metros. Os dados fazem parte do monitoramento da Agência Nacional de Águas (ANA), que possui uma estação telemétrica no município e que desde 1977 realiza mediações de precipitação, nível do rio e vazão da água.
O acervo de monitoramento do órgão mostra ainda que entre 1977 e 2010, 10 enchentes atingiram Ji-Paraná durante um mês de fevereiro e 14 em março. Apesar da enchente máxima ocorrida em janeiro, apenas dois eventos foram observados logo ao início do ano.

Machado pode passar de 11 metros nesta terça-feira

Rio Machado. Arquivo/Edilson Pedro Flores
Rio Machado. Arquivo/Edilson Pedro Flores

A tendência é de que o Machado suba ainda mais ao longo desta terça-feira, uma vez que outra estação da ANA, em Pimenta Bueno, continua com cota acima do alerta.
A chuva também pode ser outro agravante, uma vez que a instabilidade segue bastante ativa entre o Cone Sul e a Zona da Mata. Até o final da noite desta terça-feira, o rio Machado pode superar 11 metros em Ji-Paraná, o que afetaria diretamente mais de 10 mil pessoas, inclusive com alagamentos próximos à rodovia federal BR-364.

Fonte: De olho no tempo

Facebook Comments