hildofecomercioRepresentantes de entidades empresariais que, juntos, somam cerca de 80% do PIB de Porto Velho se reuniram na manhã desta segunda-feira (17) com o candidato vitorioso no primeiro turno, dr Hildon Chaves, no auditório da Fecomércio, para um debate sobre o futuro do comércio na cidade. O presidente da Fecomércio, Raniery Coelho e a presidente da CDL, Joana Joanora organizaram o evento que contou com lideranças dos diversos sindicatos e entidades que compõem o colégio de conselheiros da Fecomércio.

Dr Hildon ouviu reclamações diversas que incluem o calçamento, estacionamento, desorganização do trânsito, falta de segurança, camelôs que trabalham na frente das lojas, excesso de burocracia, principalmente na secretaria municipal do Meio Ambiente, enfim, uma série de problemas que os comerciantes consideram que os atingem diretamente. O candidato, que é também empresário, lembrou que também sente na pele os mesmos problemas, decorrentes da inoperância de setores burocráticos da prefeitura.

O candidato tucano expôs detalhes de seu projeto, ouviu questionamentos e deixou uma mensagem de incentivo ao empresariado à participar mais ativamente da vida política, por meio de candidaturas. “Precisamos nos contrapor à política tradicional dos que só pensam em eleições. Hoje um prefeito que acaba de ser eleito já está pensando na reeleição. Enquanto isso, os velhos problemas se acumulam ao longo de 20, 30 anos”, criticou.

Dr Hildon anunciou a criação de uma Agência de Desenvolvimento Econômico que terá o papel de promover as potencialidades do município junto ao empresariado de dentro e fora do Estado.

Uma das notícias que mais agradou a todos foi com relação à agilidade que pretende impor na liberação de licenças e alvarás. “Vamos remover todo o entulho burocrático”, assegurou. Outras questões, como organização do trânsito, uso das calçadas, mudanças eventuais de sentido das ruas, enfim tudo que impacte diretamente no comércio, só sofrerão alguma eventual alteração se obter a aprovação dos empresários envolvidos.

Dr Hildon falou ainda do projeto de criação da Ceasa, como forma de organizar e incentivar a produção; das parcerias público privadas que pretende fazer para a iluminação pública, monitoramento eletrônico e saneamento e assegurou, por fim, “trabalhar muito para melhorar o ambiente de negócios”.

Da Assessoria

Facebook Comments