Após anos e anos de desmandos na Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (CAERD), vem perdendo espaço no mercado em virtude de entrada de empresas privadas e os empregados, principais causadores da situação em que se encontra a Companhia, ao invés de arregaçar as mangas e reerguer a empresa, ficam constantemente entrando com processos judiciais contra a Companhia, apadrinhados pelo SINDUR – Sindicato da classe, que esteve à frente da Gestão da CAERD por 10 anos, quando então a tornou falida por ter se preocupado única e exclusivamente em aumentar salários, além de outras peripécias que estão em investigação pela polícia.

Não é a toa que os salários atrasam, que empresa consegue manter esses altos salários; veja alguns exemplos:

Empregados com salários de Ministros e uma herança maldita da Gestão Compartilhada da CAERD, com isso, a empresa agoniza e cada vez mais perde mercado para empresas privadas.

Facebook Comments