Embrapa realiza Dia de Campo sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta dia 12 em Porto Velho

Exibindo CONVITE_ILPF.jpgA Embrapa Rondônia realizará, no dia 12 de novembro, o Dia de Campo sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), tecnologia que compõe uma política pública prioritária do governo federal (Programa ABC), tida como estratégia governamental para a recuperação de áreas degradadas e a sustentabilidade ambiental. O evento inicia às 8 horas no Campo Experimental da Embrapa Rondônia, em Porto Velho, localizado na BR 364, Km 5,5. O público alvo são produtores, técnicos extensionistas, empresários do agronegócio, estudantes e demais interessados no assunto. O dia de campo é gratuito e as inscrições serão realizadas no local, no início do evento.

Durante o evento serão abordados temas relevantes sobre o ILPF, como conforto animal, recuperação e manejo de pastagem, componente florestal no sistema de integração, Sistema de Plantio Direto e crédito rural. Os participantes poderão ver em campo um modelo de sistema ILPF implantado, tirar dúvidas com os pesquisadores e conhecer o sistema por completo. O evento atende a uma demanda do setor, que busca alternativas para o aumento da produtividade de forma sustentável, associado à eficiência da atividade e o aumento na renda.

Importância da ILPF

Estima-se que 70% das áreas de pastagem do estado de Rondônia estão com algum grau de degradação e uma das alternativas para a reforma, recuperação ou renovação de pastagens é por meio do sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), ou suas variantes, como a que vem sendo adotada em Rondônia em diversas regiões, a integração lavoura-pecuária.

Esta tecnologia proporciona uma série de benefícios, como a diversificação na produção da propriedade; redução no custo de formação das pastagens pela melhoria das condições do solo e renda com as culturas anuais; diminuição do risco de perda de renda do produtor, pois sua produtividade aumenta e não fica dependente de apenas um produto; maior conservação do solo e, consequentemente, redução de perdas com erosão e menor impacto ambiental; melhor aproveitamento da propriedade rural, e o mais importante, reduz a pressão sobre a floresta Amazônica.

De acordo com Frederico Botelho, pelas características da agropecuária de Rondônia, com uma atividade pecuária praticada em grandes áreas de pastagem degradada, e a grande expansão da atividade agrícola (Arroz, Soja e Milho), a ILPF é uma tecnologia que poderá contribuir significativamente para uma agropecuária forte e sustentável, tornando o estado referência na região Amazônica.

Parceiros

O Dia de Campo de ILPF é uma realização da Embrapa Rondônia e conta com o apoio da SOESP (Sementes Oeste Paulista), e Rede de Fomento ILPF: Cocamar, Cooperativa Agroindustrial; Dow AgroSciences; John Deere; Parker; Schaeffler; e Syngenta.

Facebook Comments