Crimes ambientais praticados em Vilhena foram discutidos na reunião
Crimes ambientais praticados em Vilhena foram discutidos na reunião

A unidade do Ministério Público Federal (MPF) em Vilhena realizou reunião na última sexta-feira, 14 de fevereiro, para tratar de questões relativas a crimes ambientais na região. No último semestre de 2013, só em Vilhena, o MPF ajuizou 16 denúncias contra esse tipo de crime.

Durante a reunião foram identificadas medidas necessárias para o combate aos crimes ambientais envolvendo a região de Vilhena, entre elas a necessidade de instalação de um batalhão da polícia militar ambiental, com atribuição no cone Sul do estado; proteção às terras indígenas; e ações de repressão ao crime ambiental.

Participaram da reunião o MPF (procurador da República Guilherme Gopfert), autoridades do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Funai, Polícia Federal e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

Avec

O procurador da República Guilherme Gopfert também visitou na última semana a Associação Vilhenense de Educação e Cultura (Avec), faculdade que oferta o curso de Direito naquele município. Em visitação aos universitários, o procurador fez uma apresentação sobre o MPF, suas áreas e formas de atuação. Guilherme Gopfert adiantou que, com a instalação da unidade do MPF em Vilhena, haverá seleção para estágio em

Facebook Comments