As autoridades sanitárias de Porto Velho estão preocupadas com o aumento significativo de aglomeração no transporte coletivo. Com a aprovação do subsídio e, implantação da tarifa zero neste mês de abril, a população aproveitou para usar a frota, triplicando o número de passageiros nas principais linhas bairro\centro\bairro.

O Governo já notificou o Consórcio de Ônibus Municipal (COM) e exigiu mais veículos para evitar aglomeração.

No subsídio aprovado pela Câmara, a prefeitura se comprometeu em garantir mais linhas, caso houvesse superlotação, mas até o momento a realidade é bem diferente.

Consultada pela reportagem, a empresa não quis falar sobre o assunto. O jornal também aguarda a manifestação da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (Semtran).

Fonte: Mais RO

Facebook Comments