Porto Velho-Mesmo na maior crise sanitária já vista no mundo, a prefeitura de Porto Velho não parou as obras de revitalização do Complexo da Madeira-Mamoré, iniciadas há dois anos. Em construção através do consórcio Santo Antônio Energia, estão sendo investidos R$ 23 milhões.

O projeto inclui contenção do barranco do rio Madeira, na região da Madeira-Mamoré, assim como a restauração do Cemitério da Candelária. Os recursos investidos fazem parte das ações de compensação por parte do consórcio hidrelétrico.

O prefeito assumiu o compromisso de revitalizar o Complexo da Madeira-Mamoré ainda durante a campanha eleitoral.“Finalmente, após anos de abandono, a Madeira-Mamoré receberá o tratamento que merece, com o resgate de sua memória em respeito aos portovelhenses. Nosso maior patrimônio cultural vai tomando forma”, declarou o presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes.

Com as obras em ritmo de finalização, após a conclusão, o prefeito Hildon Chaves deverá capitalizar dividendos políticos, partindo para a reeleição como franco favorito. De acordo com o TSE, as eleições de 2020 estão mantidas. Em junho, próximo mês, serão realizados estudos sobre a possibilidade de adiamento para novembro ou dezembro, podendo ser jogada para 2022, junto com as eleições gerais, estendendo os atuais mandatos de prefeitos e vereadores por mais dois anos.

 

A realidadeNosso maior patrimônio cultural vai tomando forma.

Publicado por Ocampo Fernandes em Domingo, 17 de maio de 2020

Fonte: Mais RO

Facebook Comments