PORTO VELHO- A 15 dias do prazo final das convenções partidárias, o mistério sobre a decisão do prefeito Hildon Chaves (PSDB), continua agitando a bolsa de apostas. Embora seja forte a possibilidade de não sair candidato, os sinais captados são de que Hildon Chaves poderá estar apenas fazendo jogo de cena e que vai sim ser candidato à reeleição. O fato de não participar de eventos da prefeitura e de que o PSDB ainda não lançou o substituto no pleito de 2020, aumenta a possibilidade da construção de uma dobradinha entre Hildon Chaves e o ex-presidente da EMDUR, Thiago Tezzari (PSD). O silêncio dos dirigentes do PSDB é um sinal de que nada está definido ainda. O partido vai realizar a convenção no último dia, 16 de setembro.

Enquanto isso outras candidaturas já definidas buscam agora seus vices para apresentar nas convenções partidárias. O PCdoB marcou para o dia 12 a convenção que vai sacramentar os nomes de Samuel Costa e Pantera, para prefeito e vice-prefeito, respectivamente.

O MDB ainda está definindo a data da convenção que homologará Williames Pimentel. Segundo Dr. Lenzi, secretário geral do partido, será entre 12 e 15 de setembro, portando, nos derradeiros dias. O MDB busca um vice com musculatura, que agregue e some votos. A última vez que o MDB venceu uma eleição municipal foi há 34 anos, quando elegeu Jerônimo Santana, que renunciou e se elegeu o primeiro governador do Estado de Rondônia.

O presidente regional do PSB, deputado Mauro Nazif, disse ao Mais RO que ainda não definiu dada de convenção e que está se reunindo com lideranças partidárias visando coligações.

Já o pré-candidato do Cidadania, Vinícius Miguel informou que a convenção do partido sá no dia 9 de setembro e que conversações com possível candidato a vice-prefeito estão adiantadas.

O PT informou que a convenção municipal da legenda será no dia 13 de setembro, quando o nome de Ramon Cujuí será homologado.

Fonte: Mais RO

 

 

 

Facebook Comments