PORTO VELHO- Nenhuma candidata mulher ao governo de Rondônia. Apenas uma candidata a vice-governadora, Maria de Nazaré, do PSTU. E apenas uma candidata a senadora, Fátima Cleide (PT). É a eleição mais machista e discriminatória de todas. São cerca de 30 candidatas a deputada federal e 50 a estadual.

Taís Benito, candidata a deputada estadual com Fátima Cleide, candidata a senadora

E por pouco, nenhuma candidata mulher ao Senado. Forças machistas de dentro do PT tentaram tira-la da corrida eleitoral. Fátima Cleide lutou como uma mulher pelo direito de ser candidata e conseguiu. É uma das favoritas a conquistar a uma das duas vagas de senador da República. Fátima Cleide foi senadora de 2003 a 2011, cujo mandato foi dedicado ao projeto da Transposição, hoje uma realidade. De acordo com a legislação eleitoral, 30% das vagas deverão ser destinadas às mulheres. Nestas eleições, 30% dos recursos de cada partido vindos do Fundo Eleitoral — com R$ 1,7 bilhão — terão de ser destinados a campanhas de mulheres. A verba inclui candidaturas majoritárias e proporcionais e, quando o partido não lançar nomes para determinados cargos, a divisão ficará entre os demais cargos. Por exemplo, caso o partido tenha como pré-candidata à presidência uma mulher, os 30% serão repartidos entre ela e candidatas a senadoras, deputadas federais, governadoras e deputadas estaduais. Essa divisão caberá à comissão executiva nacional de cada sigla, após consulta às candidatas. Já a fiscalização caberá ao MP eleitoral de cada estado.

 

Candidata a deputada estadual pelo PSB, a jornalista e bacharel em Direito, Luciana Oliveira, é um ativista presente na cultura, na defesa dos direitos humanos e da democracia. Bem cotada nas pesquisas;

 

A irmã do ex-governador, Confúcio Moura (MDB), Claudia Moura (MDB), está na disputa por uma das oito vagas de deputado federal.

Priscila Laurito, do PCdoB de Ji-Paraná, representante da Frente Favela Brasil, também disputa uma das oiti vagas de deputado federal. “Lançamos nosso nome a disputa eleitoral de 2018 por entender que não podemos mais estar omissas a nosso próprio destino. Chegamos ao caos e precisamos sair dele. Somente,nós,o povo sabemos realmente o que pode ser feito para melhorar a nossa vida. Nosso cotidiano nos maltrata a cada dia.E sem esperança nem queremos pensar no amanhã. As eleições mesmo que tão polêmica nos dá uma pequena sensação que : “agora vai! É por que não irmos juntos? É…ir ver com nossos próprios olhos o que acontece de fato para que aqui embaixo nos falta tanto de tudo? Estamos na disputa por acreditar “SIM ” em dias melhores e a política mesmo assim como está, possa ser um caminho desde que não ponha em xeque nossa dignidade”, disse Laurito.

Maria de Fátima Ferreira de Oliveira Rosilho, mas pode chama-la de Fatinha. É candidata a deputada federal pela coligação “Sem medo de ser feliz”, do PT-PSOL.

Maria Simões, do PR, também vai enfrentar as urnas por uma vaga de deputada federal. Maria Simões, combativa vereadora cacoalense é candidata a deputada federal de Cacoal e região.

Silvia Cristina

A vereadora de Ji-Paraná, Silvia Cristina, é candidata a deputada federal pelo PDT. A parlamentar vem se destacando com o trabalho em todas as áreas, mas principalmente na saúde e ação social, onde não tem medido esforços para atender às reivindicações da população. “Fiquei muito contente com a indicação do partido, e pretendo intensificar meu trabalho para atender, cada vez mais, à demanda da população rondoniense. A experiência na Câmara Municipal tem me ajudado a crescer politicamente, me dando conhecimento para conseguir melhorias para a comunidade”, afirmou Silvia Cristina, que é presidente estadual da Ação Mulher Trabalhista do PDT.

Silvia Cristina foi pioneira na luta para a prevenção e tratamento de câncer na região Central e no Estado de Rondônia. “Após passar por esta doença, lutei incansavelmente para conseguir melhorias, pois sei da importância da prevenção e de um tratamento de qualidade”, ressaltou Silvia, que há 12 anos é coordenadora voluntária do Hospital de Câncer de Barretos.

O presidente estadual do PDT, senador Acir Gurgacz, disse que Silvia Cristina é um dos nomes mais bem preparados para concorrer à vaga de deputada federal, pois foi duas vezes a vereadora mais votada nas últimas eleições e tem desenvolvido um excelente trabalho em todas as áreas. “O PDT acredita que Silvia Cristina é um ótimo nome para concorrer a uma vaga na bancada federal, pois vem se destacando como vereadora e intensificando cada vez mais seu trabalho, visando à melhoria da qualidade de vida da população e contribuindo com o desenvolvimento do estado de Rondônia”, ressaltou Acir.

Conquistas de Silvia Cristina

Implantação da Casa de Acolhimento para Mulheres Vítimas de Violência Doméstica; Regulamentação, formação e normatização das atividades de bombeiro civil no município de Ji-Paraná; expansão da rede de água tratada para o bairro Boa Esperança; apoio à Associação dos Familiares e Pessoas com Síndrome de Down; regulamentação da profissão de biomédico em Ji-Paraná; luta para implantar o Hospital Regional no município e UTI Neonatal no hospital municipal; projeto de lei Parada Segura, implantação do Sistema Municipal de Cultura; recuperações de linhas, ruas e avenidas; e indicação para construção da creche do bairro Alto Alegre foram algumas das conquistas da vereadora, além de liberações de emendas do senador Acir Gurgacz (PDT) para a revitalização do Parque Ecológico, construção do pronto-socorro infantil e implantações de dez leitos de UTI no hospital municipal, que foram feitas a seu pedido.

                          Taís Benito,candidata a deputada estadual pelo PT

Ela é esposa do candidato a vice-governador Paulo Benito. Taís Benito, candidata a deputada estadual pela coligação “Sem medo de ser feliz”.

Eng.ª Tais Benito, nasceu em São Bernardo do Campo, formou-se na Faculdade Oswaldo Cruz( SP) em Engenharia Química, fez pós-graduação em Gestão Ambiental, Gestão Pública e Estudos Judaicos. Casada com o jornalista Paulo Benito e mãe de 4 filhos. Trabalhou por 10 anos em uma multinacional americana, gerenciando projetos e liderando equipe. É auditora ambiental com cadastro e certificado pelo IRCA (Instituto de Certificação de Auditores), comentarista de política e desenvolvimento junto ao programa de TV Conteúdo Amazônia exibido diariamente na RedeTv.

Quando em Porto Velho, veio para gerenciar a empresa da família estabelecida desde 2010 e logo fui convidada para fazer parte dos Sindicatos dos Engenheiros e retomar a militância, na qual foi Diretora do Coletivo de Mulheres, desenvolvendo um trabalho de luta pelos direitos das mulheres engenheiras, participando de discussões para a construção de um Brasil soberano e fortalecendo a construção do Senge Jovem/RO.

Trabalhou como assessora do prefeito Luis Ikenohuchi de Candeias do Jamari, fazendo o levantamento técnico de ações para o PPA, busca de recursos nas esferas, estadual, federal e internacional quando necessário. Acompanhamento e orientações técnicas junto às secretarias que compõe o poder executivo.

Foi empossada como Conselheira Municipal da Mulher, na qual desempenha o papel fundamental no combate a violência contra as mulheres, também participa como Conselheira Convidada do Conselho Estadual da Mulher, atua no fórum das mulheres do campo, águas e floresta e ainda contribui com a Rede Lilás junto ao Ministério Público.

                                 Daiana Huff, candidata a deputada estadual

Daiana Huff será tema de longa metragem de Hollywood: Faculdade do Emagrecimento

Daiana Huff é empresária, tem 30 anos de idade, é casada, mãe de dois filhos, e é rondoniense de coração. Ela começou a trabalhar aos 10 anos de idade numa fábrica de sapatos, aonde ganhava R$ 30 por mês. Criou seus dois filhos sozinha, e passou muitas dificuldades por causa disso. Deixava de comer para alimentar os filhos. Dormia no chão para que os filhos pudessem dormir na única cama que tinha, e batalhou muito para dar uma vida melhor a ela e aos seus filhos. Em depressão, mesmo passando fome, Daiana chegou a pesar 104 kg e passou seis anos obesa. Isso levou ela a fazer várias pesquisas sobre as verdadeiras causas da obesidade, e o que ela descobriu fez com que ela emagrecesse mais de 40kg em apenas 8 meses. A partir disto, Daiana criou uma empresa que hoje ajuda a transformar a vida de milhares de mulheres em todo o Brasil: a Faculdade do Emagrecimento, cuja história agora será transformada em filme de Hollywood.

Por que Daiana Huff na política?

Nas palavras dela, ela acredita que o atual cenário político brasileiro precisa de uma renovação profunda, na qual a maioria dos políticos que aí estão não merecem ser reeleitos.  Ela acredita que para o Brasil mudar, é necessário que pessoas de bem, sérias e comprometidas com a população participem de forma ativa da política brasileira, para varrer do país essas verdadeiras quadrilhas que só estão na política para defender seus próprios interesses.

 Propostas de Daiana Huff

Daiana quer ser deputada estadual para ajudar a aprovar o orçamento de Rondônia, para fiscalizar as ações do governo, e para legislar de modo a aprovar projetos importantes para o desenvolvimento de Rondônia. Entre suas principais bandeiras estão:

a) Energia: Rondônia possui algumas das maiores usinas de energia do país, mas esta energia não fica aqui – nossa energia é enviada para as regiões sul e sudeste, aonde estão as grandes indústrias, e os rondonienses pagam uma das energias mais caras do Brasil. Isso precisa ser revisto. Daiana está disposta a levantar esta bandeira que nenhum político de Rondônia teve coragem de levantar até agora.

 b) Redução do IPVA em 50% e fim da indústria de multas: Há duas alíquotas de IPVA praticadas no Brasil. Uma de 2% e outra de 1%. Daiana Huff defende IPVA a 1% , pois considera que há cobrança demais e retorno de menos para a população. E no lugar de ficar multando os motoristas freneticamente, recomenda que seja feito um trabalho mais intenso de educação no trânsito, com penas alternativas para os infratores, como ser obrigado a fazer curso de reciclagem ou participar voluntariamente de ações de educação no trânsito.

 c) Saneamento Básico: Rondônia têm um dos piores índices de saneamento básico do país, e isto gera uma série de problemas de saúde para a população. Na capital, Porto Velho, há uma farmácia em cada esquina, e apenas 30% da população conta com esgoto e água encanada. Daiana vai direcionar seus esforços e emendas parlamentares para projetos de saneamento básico em Rondônia.

 d) Embelezamento de Porto Velho: nossa capital é nossa principal porta de entrada no Estado, e está simplesmente abandonada. Precisamos ter uma capital à altura do povo trabalhador de Rondônia. Daiana Huff quer atuar em parceria com governo e prefeitura para embelezar as ruas, praças e parques de Porto Velho, para que possamos nos orgulhar de nossa terra e termos o prazer de mostrar o que nós temos aos nossos visitantes.

 e) Trabalhar ouvindo a população: há muitas outras coisas que Daiana pretende fazer, mas dentre elas Daiana quer especialmente ouvir a população, e para isto manterá seu gabinete e os canais de comunicação na internet abertos a críticas e sugestões para que possa dedicar seu mandato integralmente ao povo rondoniense.

Por Mais RO
redacao@maisro.com.br
Facebook Comments