Educação a Distância: Faculdade Católica tem cursos aprovados e credenciamento à modalidade EaD

Como parte do projeto de expansão institucional da Faculdade Católica de
Rondônia (FCR), a oferta da Educação a Distância (EaD) é um dos desafios.
Com este propósito, recentemente, aconteceram visitas da Comissão de
Avaliação do Ministério da Educação (MEC) para credenciamento da modalidade
de ensino. A comissão avaliou a FCR para a oferta da EaD com nota 4, nota
de excelência em uma escala de 1 a 5.

Reitor da Faculdade Católica

Com o resultado, a FCR ofertará, inicialmente, cinco cursos: Filosofia
(bacharelado), Gestão Comercial, Gestão de Tecnologia da Informação,
Segurança Pública e Produção Multimídia seguindo uma nova realidade e
tendência na educação superior. De acordo com o Prof. Dr. Fabio Rychecki
Hecktheuer, reitor da FCR, o projeto é completamente diferente dos moldes e
metodologias dos cursos existentes no mercado, ofertados por essas grandes
empresas transnacionais da Educação.

“O projeto da Educação a Distância da FCR prima pela qualidade, como é
inerente à Instituição e como acontece nos seus demais cursos presenciais.
Trata-se de uma oferta locorregional, contextualizada à região, para
atender a comunidade local a partir dos pressupostos regionais e dar a
todos um pertencimento: “daqui para as pessoas daqui e não algo que vem
pronto do Sul e Sudeste, por exemplo”, declara o reitor.

NOVO VESTIBULAR

Agora, a FCR inicia os preparativos para o lançamento dos cursos que devem
ocorrer nos próximos meses. De acordo com a reitoria, o vestibular nesta
modalidade de ensino será no primeiro semestre de 2020. Através do l*ink* é
possível efetuar o cadastro de demonstração de interesse para o recebimento
de informações. Um novo curso, Produção Multimídia, deve passar por análise
pelo MEC nos próximos meses.

NÚMEROS

Segundo os dados do Censo da Educação Superior divulgado pelo Instituto
Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do ano
passado, de 2016 para 2017, as matrículas na EaD subiram 17,6%. O estudo
também comprova que, um em cada cinco estudantes matriculados no ensino
superior estuda a distância.

Assessoria

Facebook Comments