javotouVILHENA- O prefeito eleito de Vilhena, Eduado Japonês (PV) tem confiança e a certeza de que será diplomado e que assumirá os destinos da cidade no dia 1 de janeiro de 2017. Mesmo com 92,61% dos votos, sua candidatura à prefeito ainda não será homologada até que a Justiça Eleitoral julgue o caso da candidata Rosani Donadon, do PMDB. Japonês obteve 16.822 votos  contra 21.356 votos dados à Rosani Donadon que não serão computados, pois ela está inelegível. Em nota à imprensa, Eduardo Japonês disse que aguarda com tranquilidade a decisão da Justiça.

Nota para imprensa

 A Coligação Pra Fazer Diferente vem se manifestar formalmente sobre os resultados das eleições municipais em Vilhena, e sobre os desdobramentos que os resultados apresentam. Tal como consta no site oficial do Tribunal Superior Eleitoral, TSE, o candidato pela Coligação Pra Fazer Diferente, Eduardo Japonês, obteve o maior número de votos válidos na eleição realizada neste domingo, dia 02 de outubro.

Conduzimos nossa campanha de maneira limpa e ordeira, cumprindo todas as regras legais, e esta postura foi referendada pelos vilhenenses, e pela Justiça Eleitoral, que reconheceu como válidos os votos obtidos pelo nosso candidato.

Juntos os milhares de eleitores que votaram em Eduardo Japonês, e outros tantos milhares que não foram às urnas, muito em função das incertezas e consequente descrédito gerado nestas eleições, representam a maioria absoluta do eleitorado de Vilhena, e sentem-se agora vítimas de um processo tumultuado, gerado pela insegurança jurídica deste momento.

Agora resta aguardar a posição do Tribunal Superior Eleitoral, TSE, que decidirá sobre a quantidade de votos válidos e proclamará o resultado. A Coligação Pra Fazer Diferente reafirma a plena confiança nos mecanismos legais, e agradece mais uma vez a toda a população vilhenense pelo apoio e pela confiança depositados em nossos candidatos e, especialmente, em Eduardo Japonês.

 

Coordenação da Coligação Pra Fazer Diferente

Facebook Comments