EDITORIAL: ROLEZINHOS, UMA BOA OPORTUNIDADE PARA EDUCAR

Tenho defendido os rolezinhos nas redes sociais e, por isso, sendo criticado por alguns amigos e simpatizantes. Aqueles meninos, jovens contestadores, são, na verdade, frutos da sociedade consumista. Muitos deles consomem, outros querem consumir e não podem. Mas, o mais interessante desta nova moda, o rolezinho, é que a sociedade e nem o governo federal ‘sacaram’ qual é a deles. Eu identifico como uma grande oportunidade para o governo federal ou às instituições ligadas à educação e formação de jovens, no sentido de cadastrar estes ‘manifestantes’ e por em práticas muitos projetos sociais já existentes ou criar uns específicos. Eles andam em ‘bando’ de cem, duzentos, mil, dois mil, dez mil! Maior oportunidade do que esta para distribuir panfletos convidando-os a conquistar profissões e assim poderem consumir o que querem? O governo federal tem o Pronatec que capacita jovens para o mercado de trabalho. Que tal estender os cursos para estes jovens que estão nas ruas gritando: “Ei, eu estou aqui”?

Roberto Kuppê

Facebook Comments